Fernando Pimentel lutou na ditadura e foi ministro do governo Dilma

Nome do PT ao Palácio Tiradentes chegou a ficar preso por três anos durante o regime militar

iG Minas Gerais | Da Redação |

Pimentel de óculos e roupa escura, durante interrogatório em Juiz de Fora, em 1972
Reprodução/Internet
Pimentel de óculos e roupa escura, durante interrogatório em Juiz de Fora, em 1972
Candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) ao governo de Minas Gerais, o ex-ministro Fernando DaMata Pimentel nasceu no dia 31 de março de 1951, em Belo Horizonte.  Sua trajetória política se iniciou na luta contra o regime militar. Em 1970, no Rio Grande do Sul, foi preso pela ditadura, permanecendo detido até 1973. Após sair da cadeia, Fernando Pimentel ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980. Economista e professor, ele foi eleito vice-presidente da Associação dos Professores Universitários de Belo Horizonte em 1985. Quatro anos mais tarde, tornou-se presidente do Conselho Regional de Economia de Minas Gerais. O primeiro cargo público de Fernando Pimentel foi o de secretário de Fazenda da Prefeitura de belo Horizonte, em 1993, durante o governo de Patrus Ananias. Em 1997, já com Célio de Castro na Prefeitura, Pimentel passou ao cargo de secretário de Governo, Planejamento e Coordenação Geral. Em 2000, ganhou o cargo de vice-prefeito no segundo mandato de Célio de Castro. No ano seguinte, assumiu a prefeitura após o afastamento do titular por problemas de saúde. A presença na Prefeitura se estendeu até 2008 já que, em 2004, Fernando Pimentel foi reeleito por mais quatro anos à frente do Executivo municipal. No ano de 2010, Fernando Pimentel disputou a eleição como candidato ao Senado, mas não obteve sucesso. No entanto, no mesmo ano, acabou tornando-se ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no governo da presidente Dilma Rousseff. Em 2014, Fernando Pimentel se afastou da função em Brasília para ser candidato a governador pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Leia tudo sobre: eleiçãoeleiçõescandidatoscandidatofernando pimentelpimentelgovernador2014pt