Eduardo Jorge foi militante contra a ditadura e fundador do PT

Candidato permaneceu por 23 anos na legenda de Lula antes de migrar para o PV

iG Minas Gerais | Da Redação |

Eduardo Jorge iniciou sua militância no Partido Comunista Brasileiro Revolucionário em 1968
Divulgação
Eduardo Jorge iniciou sua militância no Partido Comunista Brasileiro Revolucionário em 1968
Candidato do Partido Verde (PV) à Presidência da República nas eleições de 2014, Eduardo Jorge nasceu no dia 26 de outubro, em Salvador, na Bahia. Sua atuação política começou em 1968, quando era membro do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR). No ano seguinte, foi preso pelo regime militar, com base na lei de segurança nacional. A detenção se repetiria em 1973, por conta de sua atuação contra o regime militar. Em 1980, o médico Eduardo Jorge ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT), legenda em que ficou até 2003. Naquele ano, migrou para o Partido Verde. Foi pelo PV que o agora candidato a presidente conquistou sua primeira eleição. Em 1982, ele conquistou uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo. Quatro anos depois, tornou-se deputado federal e fez parte da Assembleia Nacional que produziu a Constituição de 1988. O retorno para São Paulo se deu em 1989, quando assumiu a secretaria municipal de Saúde de São Paulo, no governo de Luiza Erundina. No ano seguinte, conquistou seu segundo mandato de deputado federal. Eduardo Jorge foi novamente secretário municipal de Saúde na gestão da prefeita Marta Suplicy (PT), em 2001. Quatro anos depois, assumiu a secretaria municipal de Meio Ambiente de São Paulo na gestão de José Serra, continuando no cargo com Gilberto Kassab, até 2012. Em 2014, após uma reestruturação do partido gerada pela saída de Marina Silva dos quatros do Partido Verde, Eduardo Jorge tornou-se o candidato da legenda ao Palácio do Planalto.

Leia tudo sobre: eleiçõeseleição2014presidentecandidatocandidatoseduardo jorgepvpartido verdetrajetóriabiografia