Atlético-PR bate Criciúma e entra no G-4 do Brasileirão

Jogando sem torcida, Furacão retornou à Arena da Baixada e conseguiu o trinfo com gols de Marcelo e Douglas Coutinho

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Furacão jogou sem torcida na Arena da Baixada, por conta de punição sofrida
Gustavo Oliveira/Site Oficial
Furacão jogou sem torcida na Arena da Baixada, por conta de punição sofrida

Em uma partida sem público, devido a uma punição do STJD por causa da briga entre torcedores em Joinville (SC), no ano passado, contra o Vasco, o Atlético Paranaense venceu o Criciúma por 2 a 0, neste domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Atlético entrou para o G4, na quarta posição, com 19 pontos, e o Criciúma, com 11, caiu para a 14ª colocação.

O Atlético-PR entrou em campo com três atacantes e dava a impressão de que iria pressionar o Criciúma desde o início, mas, com três volantes em campo, o time catarinense conseguia anular as jogadas pelo meio e pelas laterais e a partida ficou sem lances de emoção, com alguns chutes de longe sem perigo. Mesmo com maior posse de bola no primeiro tempo - 62% contra 38% -, o Atlético não conseguia furar a defesa adversária.

Na segunda etapa, mesmo sem mudanças, o Atlético encontrou os espaços que não tinha no início do jogo e em duas falhas da defesa catarinense o rubro-negro paranaense abriu vantagem. Aos sete minutos, Douglas Coutinho avançou pela direita e cruzou para Marcelo subir mais que a zaga e abrir o placar.

O gol deixou o Criciúma perdido e, logo aos 13 minutos, Sueliton avançou pela direita e cruzou para Douglas Coutinho, que cabeceou entre a defesa catarinense, exigindo uma boa defesa de Bruno. Porém, ele mesmo pegou o rebote e ampliou o marcador.

A partir daí, o técnico Wagner Lopes resolveu abrir mais seu time e tirou Paulo Baier, que jogava mal, para a entrada de Rafael Costa e Rodrigo Souza para a entrada de Michel. O time começou a pressionar mais o Atlético, mas não conseguiu finalizar com qualidade.

Com a entrada de João Paulo no lugar de Ederson, Doriva deu mais proteção para a defesa e, com isso, o Criciúma voltou a ficar sem opções de jogada. Sem ser ameaçado, o técnico Doriva aproveitou para fazer algumas alterações no Atlético e administrou o resultado até o final da partida.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 X 0 CRICIÚMA

ATLÉTICO-PR - Wéverton; Sueliton, Léo Pereira, Cléberson e Natanael; Deivid, Otávio e Marcos Guilherme; Marcelo (Cléo), Douglas Coutinho (Mosquito) e Ederson (João Paulo). Técnico: Doriva.

CRICIÚMA - Bruno; Maicon, Fábio Ferreira, Ronaldo Alves e Bruno Cortez; João Vítor, Serginho, Rodrigo Souza (Michael) e Paulo Baier (Rafael Costa); Silvinho (Maurinho) e Bruno Lopes. Técnico: Wagner Lopes.

ÁRBITRO - Cláudio Francisco Lima e Silva (SE).

CARTÕES AMARELOS - Cléberson e João Vítor.

GOLS - Marcelo, aos sete, Douglas Coutinho, aos 13 minutos do segundo tempo.

RENDA E PÚBLICO - Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Leia tudo sobre: atletico-prcriciumafutebolbrasileiro