Corinthians empata com Vitória e fica longe do líder

Com o resultado timão viu o líder Cruzeiro desgarrar na liderança do Brasileiro, e ainda perdeu Jadson para o clássico contra o Palmeiras

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Empate neste domingo não fez bem para nenhuma das equipes
E C Vitória/reprodução
Empate neste domingo não fez bem para nenhuma das equipes

Eficiente e seguro no meio de semana, com pouca 'fome' de vencer neste domingo. O Corinthians não repetiu a boa atuação diante do Internacional de quinta-feira, quando venceu por 2 a 1, ao empatar por 0 a 0 com o Vitória, no Barradão, e volta de Salvador com prejuízos. Após empate sem gols diante de um rival que deve brigar contra a queda até o fim do Brasileirão, deixou escapar dois pontos, viu o Cruzeiro desgarrar na liderança (abriu cinco) e ainda perdeu Jadson para o clássico com o Palmeiras. Faltaram finalizações a gol diante dos baianos. Faltou melhor precisão para Jadson e companhia para o isolado Guerrero. Para quem imaginava engatar uma série de vitórias, o que o Corinthians apresentou neste domingo contra o Vitória causa preocupação. O efeito gangorra do time na competição assusta. Muito bem nas vitórias contra Flamengo, Internacional e Cruzeiro por exemplo, o Corinthians anda deixando escapar muitos pontos contra times da parte de baixo da tabela. Foi assim na derrota para o Figueirense, no empate com o Botafogo e agora diante do Vitória. Com 90 minutos em campo, o Corinthians só ameaçou nos minutos finais, com cabeçadas de Romero e Renato Augusto. Wilson salvou em duas belas defesas. No mais, domínio da posse de bola, pouca ameaça rival e muita morosidade corintiana. Parece que o fantasma do Barradão assusta. O time 'perdeu' o título do Brasileiro de 2010 em Salvador, com um empate contra o Vitória, na época, também entre os últimos. Naquele 1 a 1, o Fluminense assumiu a liderança restando três rodadas e levou a taça no fim da competição. Agora, faltam muitas rodadas, mas o Corinthians anda devendo bola diante de adversários que abrem mão do ataque para se dedicar à defesa. Neste domingo, o Corinthians até começou o jogo no campo de ataque, utilizando da estratégia que deu certo no meio de semana. Com marcação sob pressão, recuperou diversas bolas e passou boa parte do primeiro tempo rodeando o gol defendido por Wilson. A postura era de quem estava à vontade, como se jogasse em seus domínios. Guerrero arriscou sem perigo uma vez e em outra abusou da força, já Luciano teve boa chance. Talvez a melhor da primeira etapa. Não fosse egoísta e Fagner tiraria o zero do placar. Na zona de rebaixamento, o Vitória pouco atacou, para desespero de sua torcida. Quando o fez, foi na base de chuveirinhos sem perigo e na maioria das vezes, para alguém impedido dentro da área. A segunda etapa foi ainda pior para o Corinthians. Se dominou a posse no início, caiu de rendimento. Viu Cássio fazer uma boa defesa e levou uma bola na trave. No fim, ainda quase venceu. Mas precisa ser mais objetivo fora para brigar pela taça. OUTRA COMPETIÇÃO - Agora o Corinthians muda o chip e volta suas atenções à Copa do Brasil. Quarta-feira, às 22 horas, em sua arena, em Itaquera, recebe o Bahia no jogo de ida da terceira fase. Para esta partida, os ingressos que ainda não foram vendidos estão à disposição nas bilheterias: R$ 180 para arquibancada superior oeste, R$ 250 da leste e R$ 400 para oeste vip. FICHA TÉCNICA VITÓRIA 0 X 0 CORINTHIANS VITÓRIA - Wilson; Ayrton, Alemão, Kadu e Euller; Adriano (Josa) Richarlyson (Cáceres), José Welison e Léo Costa (William Henrique); Caio e Dinei. Técnico: Jorginho. CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros (Renato Augusto) e Jadson (Romero); Luciano (Romarinho) e Guerrero. Técnico: Mano Menezes.  ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (SC). CARTÕES AMARELOS - Jadson e José Welison. RENDA E PÚBLICO - não disponíveis.  LOCAL - Estádio do Barradão, em Salvador (BA).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave