Celestes exaltam início fulminante, mas admitem erros no segundo tempo

Cruzeirenses ficaram satisfeitos com o futebol vistoso da primeira etapa, mas sofreram riscos devido à pressão palmeirense

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

SAO PAULO / SAO PAULO / BRASIL - 20.07.2014 - Cruzeiro joga com Palmeiras, no Pacaembu. Jogo valido pela 11ª rodada do campeonato Brasileiro de 2014.
© Marcello Zambrana/Light Press
Marcello Zambrana/Light Press
SAO PAULO / SAO PAULO / BRASIL - 20.07.2014 - Cruzeiro joga com Palmeiras, no Pacaembu. Jogo valido pela 11ª rodada do campeonato Brasileiro de 2014. © Marcello Zambrana/Light Press

O Cruzeiro teve um início de jogo arrasador, fez dois gols e terminou o primeiro tempo contra o Palmeiras com dois gols de vantagem. Mas na etapa complementar, a parada ficou complicada para a Raposa. Depois que levou um tento, o time celeste teve de suar a camisa para segurar a vitória por 2 a 1. Ao mesmo tempo que comemora o triunfo, a equipe mineira tenta tirar de lição a pressão que sofreu nos 45 minutos finais.

“O segundo tempo foi muito abaixo, não conseguimos jogar diante da marcação do Palmeiras. O.primeiro tempo foi muito bom. Mas o segundo esteve abaixo. O Palmeiras adiantou a marcação. Erramos e o Palmeiras foi melhor no segundo tempo. Conseguimos a vitória, mas corremos alguns riscos”, avaliou o volante Henrique.

Outro meio-campista, Willian Farias concorda com o companheiro de setor, mas destaca que este tipo de triunfo reforça ainda mais o poderio celeste no Campeonato Brasileiro.

"Nós lutamos. O primeiro tempo foi diferente. Não esperávamos fazer dois gols tão rapidamente. Mas, claro, a gente trabalha para isso. E conseguimos o resultado para nos mantermos na ponta”, destacou.

 

Leia tudo sobre: CruzeiroRaposaHenriqueWillian Farias