Trabalhador conseguiu se safar de dois acidentes

O acidente que tirou o homem desse tipo de produção ocorreu há um ano

iG Minas Gerais | ALINE DINIZ |

Marques de Assis Ferreira, 49, trabalhou 30 anos em fábricas de fogos de artifício. Ele se safou de dois acidentes. “Há uns 30 anos uma explosão matou 14 pessoas aqui. Eu trabalhava nessa fábrica. No dia, amanheci com febre e não fui trabalhar, mas ouvi o barulho de casa. Por volta das 9h, a cidade tremeu”, conta Ferreira.

O acidente que tirou o homem desse tipo de produção ocorreu há um ano. Na ocasião, ele trabalhava com duas mulheres, uma delas grávida. “Estava produzindo um foguete, e o fogo começou na minha mão. Eu vi e gritei”. Todos conseguiram se salvar. “Pulei dentro de um buraco. Um pedaço de madeira caiu em meu ombro e fiquei machucado”, relembra.

Além do ombro, ele, que agora trabalha como segurança em um bar, tem cicatrizes causadas pelo fogo. Segundo Ferreira, a empresa não pagou as sessões de fisioterapia e ele teve que arcar com todas as despesas porque não tinha convênio. “Mobilizei amigos e vizinhos. Deus me salvou”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave