Em MG, promessa de simplificação

Se os outros tiverem propostas estão mentindo”, criticou Tarcísio Delgado

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda, Larissa Arantes e Tâmara Teixeira |

Os dois principais candidatos ao governo de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT) e Pimenta da Veiga (PSDB), defendem a simplificação da cobrança de tributos no Estado e redução da burocracia, mas não falam exatamente quais medidas irão tomar se eleitos. Já o candidato Tarcísio Delgado (PSB) não faz promessas: “se eu falar alguma coisa agora é mentira”.

O programa de governo de Pimentel prevê a simplificação da legislação e dos procedimentos de cobrança do ICMS para reduzir o custo das empresas e o contencioso para o cumprimento das regras de pagamento do imposto. No entanto, não especifica como isso será feito. Pimenta da Veiga justifica que ainda está em fase de detalhamento das propostas, mas, em linhas gerais, já falou sobre o tema. Em entrevista a O TEMPO, na última sexta-feira, afirmou que vai “declarar guerra à burocracia”, reduzindo a necessidade de documentos impressos e da presença do cidadão para a resolução de pendências. O tucano também fala em “simplificação do processo de arrecadação tributária”, sem dar detalhes. Delgado declarou que vai estudar ações voltadas para a economia mineira se eleito. “Esse é um tema técnico. Estando no poder, vou convocar técnicos para produzir propostas de trabalho. Se os outros tiverem propostas estão mentindo”, criticou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave