Território comum

No ar na novela “Vitória”, Bruna Di Tullio relembra detalhes de sua infância para a personagem Luciene

iG Minas Gerais | Belisa Taam |

Envolvida. Bruna conta que e envolveu inteiramente nos laboratórios fornecidos pela Rede Record
Jorge Rodrigues Jorge/CZN
Envolvida. Bruna conta que e envolveu inteiramente nos laboratórios fornecidos pela Rede Record

Bruna Di Tullio fala sobre o mundo dos cavalos com certa propriedade. Para encarar o mundo hípico, a intérprete da joqueta Luciene de “Vitória” não precisou sair de seu ambiente familiar. Criada no haras do pai, em Campinas (SP), a atriz de 32 anos recupera momentos da infância para encontrar o tom ideal em sua interpretação. “Não tem como lidar com cavalos sem ser apaixonada por eles. Temos de abandonar certas frescuras”, opina ela, que se mudou para a capital de São Paulo, com apenas 18 anos para se arriscar no meio artístico. “Moro no Rio de Janeiro há um tempo, mas tive de ir para esses centros porque temos de nos aperfeiçoar e mostrar para que viemos”, ressalta.

Na história, com um tom ambicioso, Luciene faz de tudo para se tornar uma competidora fixa do Haras Altacyr Ferreira. Por isso mesmo, sua personagem conflita com a protagonista, Diana, de Thaís Melchior. Apesar da gana do papel em conseguir uma melhor posição nos torneios, Bruna não enxerga Luciene como uma aspirante a vilã. “Ela não tem papas na língua e fala mesmo o que vem na cabeça”, defende a atriz, que exemplifica sua opinião com a cena em que a personagem se arrepende de tentar fazer mal à égua Vitória. “Ela é explosiva, mas, no fundo, se arrepende”, analisa.

Apesar da intimidade com o tema central da novela, Bruna se envolveu inteiramente nos laboratórios fornecidos pela emissora, ainda na fase de preparação de elenco. Com isso, a atriz se esforçou para cumprir diversos treinamentos que a remeteram à época em que montava na sua cidade natal. “O jóquei tem uma outra pegada e precisava recordar a parte de condicionamento e equilíbrio”, conta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave