Escritor Rubem Alves morre por falência múltipla de órgãos

Rubem Alves foi internado no último dia 10 com um quadro de insuficiência respiratória, devido a uma pneumonia

iG Minas Gerais | Da redação |

MAGAZINE - RUBEM ALVES ESCRITOR 
FOTO: JACKSON ROMANELLI DIVULGACAO
16-03-2009
JACKSON ROMANELLI DIVULGACAO
MAGAZINE - RUBEM ALVES ESCRITOR FOTO: JACKSON ROMANELLI DIVULGACAO 16-03-2009

O escritor Rubem Alves, 80, morreu neste sábado (19), às 11h50, por falência múltipla de órgãos. Ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Centro Médico de Campinas (a 93 km de São Paulo). Segundo boletim médico, ele tinha apresentado agravamento das funções renais e pulmonares na sexta (18).

Rubem Alves foi internado no último dia 10 com um quadro de insuficiência respiratória, devido a uma pneumonia.

A página oficial do escritor no Facebook informa que o velório será realizado no Plenário da Câmara Municipal de Campinas, a partir das 19h deste sábado.

Na quinta (17), a filha o escritor, Raquel Alves, publicou uma mensagem na página dele no Facebook agradecendo o carinho e as boas energias que a família tem recebido. "Seria injusto pensar nele com dor. Uma pessoa que só tem beleza nos olhos e amor no coração -o tempo todo- alma, pura alma...", afirmou ela.

Rubem Alves era mineiro, nascido na cidade de Boa Esperança. Sua obra literária aborda temas como filosofia, teologia e educação. Ele também já publicou livros da ficção infantojuvenis, como "A Pipa e A Flor" e "A Volta do Pássaro Encantado".

Foi colunista da Folha de S.Paulo em três oportunidades: entre 1982 e 1985, escreveu para o caderno "Educação e Ciência"; entre 2002 e 2005, para "Sinapse"; e entre 2005 e 2011, para "Cotidiano".

Leia tudo sobre: rubem alves