Rosberg fatura pole, Hamilton bate e Massa larga em 3º

A pole position conquistada neste sábado foi a nona da carreira de Rosberg e a quinta nesta temporada

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Rosberg faturou a pole
AFP
Rosberg faturou a pole

Em disputa acirrada com o companheiro Lewis Hamilton pelo título da temporada 2014 da Fórmula 1, Nico Rosberg deu um importante passo neste sábado para abrir vantagem em relação ao inglês da Mercedes. Afinal, correndo em casa, o alemão faturou a pole position do GP da Alemanha, a décima etapa do campeonato, realizado no circuito de Hockenheim.

Além disso, Rosberg viu o seu rival ter problemas no treino de classificação deste sábado. Hamilton sofreu um acidente na primeira fase da atividade, após ter um problema com os freios da sua Mercedes, e vai largar apenas da 15ª colocação. Assim, o alemão tem uma boa oportunidade neste domingo de aumentar a distância para o companheiro na classificação do Mundial de Pilotos, que atualmente é de quatro pontos - 165 a 161.

A pole position conquistada neste sábado foi a nona da carreira de Rosberg e a quinta nesta temporada. E ela foi garantida com o tempo de 1min16s540, confirmando o domínio que a Mercedes teve nos três treinos livres realizados em Hockenheim - dois foram liderados pelo alemão e outro por Hamilton.

Com o inglês fora da disputa, a Williams foi quem mais ameaçou Rosberg no treino de classificação deste sábado. E foi o finlandês Valtteri Bottas quem garantiu a segunda colocação no grid de largada, com o tempo de 1min16s759. Assim, ele superou o brasileiro Felipe Massa, que garantiu o terceiro lugar, com a marca de 1min17s078.

Massa foi seguido pelo dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren, que vai largar da quarta colocação após fazer o tempo de 1min17s214. Ele foi seguido pelos dois carros da Red Bull, com o australiano Daniel Ricciardo em quinto lugar e o alemão Sebastian Vettal na sexta colocação.

A lista dos dez primeiros do grid de largada do GP da Alemanha é completada, em ordem, pelo espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, pelo russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso, e pelo alemão Nico Hülkenberg e pelo mexicano Sergio Pérez, ambos da Force India. O inglês Jenson Button, da McLaren, foi o 11º no treino, logo à frente do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Adrian Sutil, Jules Bianchi, Pastor Maldonado, Kamui Kobayashi, Max Chilton e Marcus Ericsson foram eliminados na primeira fase do treino de classificação, que foi liderada por Rosberg, mas acabou ficando mesmo marcado pelo acidente com Hamilton.

Depois, na segunda parte do treino de classificação, mais uma vez liderada por Rosberg, foram eliminados Button, Raikkonen, Jéan-Eric Vergne, Estebán Gutierrez, Romain Grosjean e Hamilton, que não pôde ir para a pista em razão do acidente sofrido anteriormente.

O GP da Alemanha será disputado a partir das 9 horas (de Brasília) deste domingo. 

Leia tudo sobre: f1