Morre, aos 80 anos, o escritor Rubem Alves

Rubem deu entrada no hospital com insuficiência respiratória causada por pneumonia; ele estava internado desde o dia 10 de julho na UTI;

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O escritor vai ministrar uma palestra educativa para professores, estudantes e pais
Divulgação
O escritor vai ministrar uma palestra educativa para professores, estudantes e pais
O escritor Rubem Alves morreu no fim da manhã deste sábado (19), após falência múltipla de órgãos. A informação foi confirmada pelo Centro Médico de Campinas. Rubem deu entrada no hospital com insuficiência respiratória causada por pneumonia. Ele estava internado desde o dia 10 de julho na UTI.    A saúde do escritor havia piorado na manhã deste sábado. Segundo boletim do hospital, o paciente teve agravamento da condição circulatória. Além disso, a nota dizia que ele caminhava para a falência múltipla de órgãos.   A carreira Rubem Alves nasceu em Boa Esperança, no sul de Minas Gerais, no dia 15 de setembro de 1933, e morava em Campinas, onde mantinha um instituto para promover a inserção social por meio da educação. O Instituto Rubem Alves também dá assistência a educadores.   Além de escritor e pedagogo, Rubem Alves era poeta, filósofo, cronista, contador de histórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, palestrante, autor de livros para crianças e psicanalista. Rubem era considerado uma das principais referências no pensamento sobre educação e tinha uma bibliografia que conta com mais de 160 títulos distribuídos em 12 países.   Foi colunista da Folha de S.Pulo em três oportunidades: entre 1982 e 1985, escreveu para o caderno "Educação e Ciência; entre 2002 e 2005, para "Sinapse"; e entre 2005 e 2011, para "Cotidiano".   Com Folhapress e Agência Brasil

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave