Moradores do Cruzeiro reclamam de interdição de rua há quase 7 meses

Defesa Civil afirma que local continuará fechado para o tráfego, porque não é seguro à população; reparos devem ser feitos por particulares

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Morador afirma que problema atinge a todos no bairro
Reginaldo Andrade/Webrepórter
Morador afirma que problema atinge a todos no bairro

Moradores do bairro Cruzeiro, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, reclamam da convivência de quase sete meses com uma enorme cratera que mantém interditada a rua Cabo Verde para o tráfego de veículos. A prefeitura, contudo, afirma que o bloqueio vai permanecer até que todos os riscos à população desapareçam.

Há nove anos morando no bairro, o economista Reginaldo Novaes de Andrade, 48, afirma que teve a sua rotina alterada devido ao problema. “O meu ônibus não passa perto da minha casa mais e eu tenho que andar dez quarteirões, sendo que moro a cinco quarteirões de lá", destacou. Em dezembro do ano passado quando parte do asfalto da rua cedeu, linhas de ônibus tiveram o trajeto alterado.

O problema teria sido causado pela construção de um prédio na região, que teria provocado um deslocamento de terra e, consequentemente, causado o desnível da rua. Na época, o buraco teria sido aumentado com as fortes chuvas.

Andrade teme pela extensão do problema, quando um novo período chuvoso chegar. "Só foi feito um passeio de concreto e deixaram uns cones e sacos de areia no meio da rua", apontou.

Segundo a assessoria da Defesa Civil Municipal, a rua permanecerá fechada ao tráfego porque o local ainda não é seguro para o uso. Além disso, a assessoria explicou que o reparo ao dano não é de responsabilidade da prefeitura, já que os problemas na rua foram ocasionados por atos de particulares.

Leia tudo sobre: buracomoradoresreclamação