Lideranças nacionais na TV

Fernando Pimentel e Pimenta da Veiga esperam por padrinhos para gravar programa eleitoral

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda e Larissa Arantes |

Nacionalização. Odair destaca vinda de Dilma, e Tuler aponta busca pelo voto dos jovens
Zeca Ribeiro_
Nacionalização. Odair destaca vinda de Dilma, e Tuler aponta busca pelo voto dos jovens

Os discursos dos candidatos ao governo de Minas Pimenta da Veiga (PSDB) e Fernando Pimentel (PT) estão tão alinhados aos dos presidenciáveis dos dois partidos – Aécio Neves e Dilma Rousseff, respectivamente –, que uma das principais preocupações das duas campanhas no momento é a presença dos apoiadores nas agendas e programas de televisão. As equipes do tucano e do petista têm como estratégia fazer as gravações de Dilma, Lula e Aécio nos eventos de rua, para irem ao ar já nas primeiras inserções, no fim de agosto.

Na segunda-feira, Pimenta receberá o apoio oficial do senador Aécio à campanha. Eles estarão no Santuário da Serra da Piedade, em Caeté, na região metropolitana, quando repetirão ato tradicional do ex-presidente Tancredo Neves, avô do senador.

De acordo com integrantes da campanha do PSDB, as cenas de estúdio já estão sendo produzidas, mas lideranças nacionais do partido ainda não gravaram seus depoimentos. Na agenda da próxima semana, serão feitas as primeiras imagens do presidenciável ao lado do candidato tucano em uma agenda de campanha, e a intenção é deixar clara a proximidade entre os dois em um eventual governo.

O foco inicial da campanha na TV será o público jovem. Internamente, a equipe avalia que Pimenta precisa se tornar mais conhecido entre aqueles que não acompanharam seu governo na Prefeitura de Belo Horizonte. “A juventude terá um espaço de destaque na TV e no rádio”, afirma o coordenador do comitê da juventude da campanha, Michell Tuler.

Pimentel também já começou a gravar as cenas que serão veiculadas na televisão, mas, por enquanto, nenhum grande aliado registrou depoimentos em apoio à candidatura. Segundo o presidente do PT de Minas, deputado federal Odair Cunha, já foi feito pedido para que Dilma e o ex-presidente Lula gravem suas mensagens o quanto antes.

A primeira a desembarcar no Estado deverá ser a presidente. “Ela deve vir ainda neste mês”, afirma o dirigente. Pimentel confirma a intenção de trazer em breve a petista. “Ela (Dilma) falou: ‘Deixa eu dar um tempo’. Agora estão reclamando que ela não vem”, brincou, durante agenda. As duas principais lideranças do PT devem dar prioridade às gravações para Minas e São Paulo.

Burguês

Decisão. A Justiça Eleitoral negou pedido de perda de mandato feito pelo Ministério Público contra o vereador Léo Burguês por infidelidade partidária. Burguês trocou o PSDB pelo PTdoB em 2013.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave