Cidade de Deus recebe festa em comemoração ao Mandela Day

O evento foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2010, e promove ações humanitárias em várias cidades do mundo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Mandela morre aos 95 anos, depois de passar por cuidados especiais em função de um  infecção pulmonar
NELSONMANDELA.ORG/REPRODUÇÃO
Mandela morre aos 95 anos, depois de passar por cuidados especiais em função de um infecção pulmonar

Crianças da comunidade já pacificada Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, receberam nesta sexta-feira (18) pela terceira vez um grupo de voluntários da multinacional de medicamentos, de origem sul-africana, Aspen Pharma, que celebra o Mandela Day no Brasil, em comemoração ao aniversário do líder da luta pela igualdade racial. Cerca de 100 crianças foram beneficiadas na ação e participaram de atividades de recreação, torneio de futebol, oficinas e distribuição de lanches, na quadra da Associação de Moradores da Cidade de Deus.

A comemoração foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2010, e organiza ações humanitárias em várias cidades do mundo. Mandela recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1993 pela luta a favor da liberdade e contra a desigualdade racial. O tema do Mandela Day 2014 foi esporte, em alusão aos eventos da Copa do Mundo deste ano e das Olimpíadas de 2016. O objetivo do evento é conscientizar as crianças sobre a importância da disciplina e da prática esportiva. "É a forma que a gente encontra de incentivar e de inspirar essas crianças a estudarem, terem foco e disciplina", disse Patrícia Franco, coordenadora do evento.

De acordo com ela a festa promove em um dia o que Mandela fez durante toda a vida e a escolha pelo comunidade se deve à proximidade com a empresa. "A gente adotou a Cidade de Deus porque é uma comunidade próxima da empresa. Trazemos um pouco da nossa vivência do dia a dia para dentro da comunidade".

Patricia Franco contou que chegou a considerar não fazer a comemoração este ano. "a gente chegou a pensar em não fazer o evento aqui porque estava muito violento, mas por outro lado a gente pensou em fazer porque foi uma comunidade que a gente abraçou. Nós pedimos autorização para a UPP e viemos. As crianças já estão acostumadas com a gente e ficam esperando o dia de a gente vir. A gente faz uma divulgação com carro de som na comunidade e esse ano foi um ano mais complicado porque teve muito problema de violência", comentou, acrescentando que o carinho e a alegria das crianças recompensam.

Já para o representante da Associação de Moradores da Cidade de Deus, Edvaldo da Costa Pereira, disse que a violência na comunidade diminuiu com a chegada da UPP. "Ninguém anda mais armado, ninguém força a barra com ninguém". Pereira destacou a importância do evento para as crianças. "É muito bom porque as crianças aqui não tem evento nenhum. Então se torna uma brincadeira que une as crianças e as mães. A escola até libera eles mais cedo para brincar um pouco aqui. A opção de lazer que nós temos é um campo de futebol e uma pracinha para as crianças brincarem", comentou.

Edvaldo também enalteceu a luta de Nelson Mandela, contra a segregação racial. "Aqui agora não tem mais esse negócio da raça negra e de brancos não. Mandela fez por onde unir o povo todo", disse.

Após a morte de Nelson Mandela, em dezembro do ano passado, aos 94 anos, o Mandela Day passou a ser comemorado no dia 18 de julho, data de aniversário do ex-líder mundial sul-africano.