Juventude e experiência marcam equipe brasileira que enfrentará Cuba

Desafio Internacional será no próximo domingo, em Vitória. Lutadoras têm idade entre 18 e 29 anos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Claudirene Cézar é a atleta mais experiente o grupo que vai encarar as cubanas
DIVULGAÇÃO CBJ
Claudirene Cézar é a atleta mais experiente o grupo que vai encarar as cubanas

A mescla entre juventude e experiência costuma dar bons resultados em qualquer modalidade esportiva. Se os mais velhos costuma saber os caminhos que levam às conquistas, o vigor físico e disposição dos mais jovens também se tornam fundamentais dentro de uma disputa. E é nesta dobradinha que a equipe brasileira de judô vai se apoiar no Desafio Internacional contra Cuba, no próximo domingo, em Vitória.

O grupo é formado por: Raquel Silva (52kg), Manoella Costa (57kg), Érika Ferreira (63kg), Nádia Merli (70kg) e Claudirene Cézar (+70kg). No comando, Yuko Fujii e o fisioterapeuta Gabriel Bogalho formam a comissão técnica.

Aos 29 anos, Claudirene é a mais experiente da equipe. Ela já conquistou a prata no Grand Slam Rio 2012 e bronze no Mundial Junior de 2002. Neste ano, ela também já faturou os Jogos Sul-americanos em Santiago e o bronze no Aberto Pan-americano de San Salvador.

Ela sabe que a disputa contra as cubanas não será nada fácil.

“Eu estou superfeliz por poder lutar esse Desafio. E contra Cuba é sempre um desafio mesmo! Sei que vou ter uma luta dura, difícil mas vou entrar com muita vontade e darei o meu melhor no tatame”, disse Claudirene, que fará a última luta do Desafio.

Na outra ponta, está a mais jovem da turma, Érika Ferreira, uma das promessas do judô brasileiro. Aos 18 anos, a cearense acumula um título do Sul-americano sub 21, em Buenos Aires, no ano passado, e a prata no Sul-americano sub 17, em 2010.

Érika comentou a expectativa dela em torno do embate do próximo domingo. “Para mim é um privilégio estar novamente representando o Brasil em um Desafio. Estou muito confiante para essa luta e irei dar o meu melhor para ajudar o Brasil a ser campeão mais uma vez”, disse Érika, que venceu Brigitte Caraballi por ippon e ajudou o Brasil a conquistar o Desafio Internacional Brasil e Colômbia em dezembro do ano passado por quatro a um.

A equipe cubana será composta por: Gretter Díaz (52kg), Anayli Hernandez (57kg), Mailin Carvajal (63kg), Olga Ramirez (70kg) e Gusmari Savigne (+78kg), sob o comando do técnico Ismael Dupotey. Nesta sexta e sábado, as atletas brasileiras realizam treinos na capital do Espírito Santo. No domingo, o ginásio será aberto às 11h, e haverá uma programação especial com atrações musicais no espaço.

Leia tudo sobre: Judôdesafio internacionalCBJbrasilcuba