Após ataque terrestre, ONU fará reunião de emergência sobre Gaza

Desde o início da ofensiva terrestre lançada na quinta-feira (17) por Israel em Gaza, cerca de 24 palestinos foram mortos elevando para 265 o número de mortos palestinos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A pedido da Jordânia e Turquia, o Conselho de Segurança da ONU fará uma reunião de emergência na tarde desta sexta-feira (18) para discutir a situação em Gaza, após operação terrestre israelense que já deixou dezenas de palestinos mortos.

Desde o início da ofensiva terrestre lançada na quinta-feira (17) por Israel em Gaza, cerca de 24 palestinos foram mortos elevando para 265 o número de mortos palestinos no décimo primeiro dia da operação israelense. Um soldado israelense foi morto no curso desta ofensiva, tornando-se a décima segunda vítima de Israel, desde o início das hostilidades.

Entre as vítimas palestinas, três adolescentes, de idades entre os 12 e 16 anos, foram mortos hoje (18) por tiros de tanques israelenses perto de Beit Hanun, no Norte da Faixa de Gaza, segundo o porta-voz dos serviços de emergência local, Ashraf Al Qudra.

Cinco pessoas, entre os quais um bebê de cinco meses, foram mortos por tiros israelenses em incidentes na cidade de Rafah, no Sul de Gaza. Segundo o centro palestino para os direitos humanos, situado em Gaza, os civis representam mais de 80% por cento das vítimas da ofensiva lançada por Israel para tentar acabar com os lançamentos de mísseis da milícia muçulmana Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

Pelo menos 1.920 palestinos foram feridos desde o início da operação israelense, em 8 de julho. Cerca de 1.164 mísseis foram lançados em direção a Israel desde o início das hostilidades e 320 foram interceptados pelo Sistema de Defesa Antimísseis conhecido como Redoma de Ferro, segundo o exército israelense.

Leia tudo sobre: ConflitoConfrontoGazaONUPalestinosHamasmortesMundo