Goulart assume ponta da artilharia e confirma força do ataque celeste

No Brasileiro deste ano, Cruzeiro possui dois de seus jogadores na briga pela liderança da artilharia; Moreno é o segundo colocado, ao lado de Douglas Coutinho, do Furacão

iG Minas Gerais | GABRIELA PEDROSO e FERNANDO ALMEIDA |

Ter um de seus jogadores como o artilheiro em uma competição, não significa que um time será o campeão do respectivo torneio. Por outro lado, é um indício forte de que a equipe está no caminho certo. Com dois goleadores, então, a história fica ainda melhor. O Cruzeiro que o diga. Após o triunfo por 3 a 1 sobre o Vitória, nessa quinta-feira, o time celeste, que se mantém líder do Brasileirão, tem agora o meia Ricardo Goulart, com seis gols, isolado na artilharia do Nacional, seguido do atacante Marcelo Moreno, com cinco gols, na segunda colocação. Uma preocupação a mais para os seus rivais. O meia da Raposa chegou à ponta após anotar o segundo gol no confronto no Mineirão, no primeiro compromisso do time depois da Copa do Mundo. Goulart afirma, porém, que não estabelece o fato como um objetivo, sendo a artilharia consequência da sua dedicação no dia a dia na Toca da Raposa II. "É o fruto do trabalho. Eu nunca coloquei metas; enquanto eu continuar tendo oportunidades, eu vou fazer gols", destacou o meia, contente pelo desempenho na partida da 10ª rodada. "Estou muito feliz pelo retorno. Ficamos alguns vezes fora e voltamos bem contra o Vitória", completou o jogador, principal artilheiro do Cruzeiro na temporada, com 15 gols.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposaartilheirosbrasileirogoulartisolado