Adeus à lenda do blues-rock

Referência entre seus pares, guitarrista e cantor Johnny Winter sai de cena aos 70 anos

iG Minas Gerais |

Rock. Como produtor, Johnny Winter trabalhou com várias lendas do rock e do blues
SECRET WEAPONS FILM/DIVULGACAO
Rock. Como produtor, Johnny Winter trabalhou com várias lendas do rock e do blues

O guitarrista e cantor de blues norte-americano Johnny Winter, uma das lendas do Festival de Woodstock, morreu anteontem em Zurique, Suíça, aos 70 anos. Segundo um comunicado divulgado em sua página oficial no Facebook, o músico morreu no quarto de um hotel. “Sua mulher, família e companheiros de banda lamentam a perda de um de seus amados e um dos melhores guitarristas existentes”, diz o texto.

Cantor, guitarrista e produtor, Winter era conhecido e respeitado por ter se dedicado à fusão do rock-blues britânico com o norte-americano. Nascido em Beaumont, no Texas, ele era um dos “indispensáveis” do blues entre os anos 1970 e 1980, assim como os lendários Muddy Waters e John Lee Hooker, com quem colaborou em diversas ocasiões. Winter foi indicado sete vezes aos prêmios Grammy, mas nunca foi agraciado em sua carreira solo, embora tenha levado três prêmios como produtor de Waters.

Ele aparece na 63ª posição entre os melhores guitarristas de todos os tempos em um ranking feito pela revista “Rolling Stone”. “Aos 12 anos, eu já sabia que queria ser músico. O blues é pura emoção e sentimento; se não tens isso, nunca serás bom”, disse em uma de suas últimas entrevistas, no mês passado.

Winter, que realizou mais de 20 álbuns ao longo de sua vasta carreira, se preparava para lançar um novo disco de estúdio, “Step Back”, que trazia convidados como Eric Clapton, Ben Harper, Billy Gibbons, Joe Perry, Dr. John, Leslie West, Brian Setzer e Joe Bonnamassa. “Step Back” será transformado em um disco póstumo e deve chegar às lojas a partir de setembro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave