Microsoft implantará 'direito de ser esquecido' no Bing

O "direito de ser esquecido" pela ferramenta da Microsoft está disponível para cidadão europeus e pode ser solicitado quando algum usuário acreditar que algum link fere sua reputação

iG Minas Gerais | Da redação |

O Bing terá ferramenta para quem quiser ser esquecido
Reprodução
O Bing terá ferramenta para quem quiser ser esquecido

Seguindo a linha do que o Google está fazendo após decisão da Justiça na Europa, a Microsoft também vai remover links dos resultados de busca da sua ferramenta de pesquisa Bing.

O "direito de ser esquecido" pela ferramenta da Microsoft está disponível para cidadão europeus e pode ser solicitado quando algum usuário acreditar que algum link fere sua reputação.

Assim como para o Google, quem quiser solicitar a remoção de links do Bing também precisa preencher um formulário extenso, além de comprovar sua identidade e justificar o pedido.

Em maio passado, o tribunal europeu decidiu que qualquer pessoa "tem o direito de ser esquecida" na internet sob algumas condições, em particular quando os "dados são considerados inadequados, não pertinentes ou não mais pertinentes do ponto de vista dos fins para os quais foram tratados e do tempo transcorrido".

O caso teve origem em uma ação apresentada por um cidadão espanhol que exigia que seus dados pessoais, associados a um leilão de imóveis vinculado a um embargo em 1998, e os links nos quais apareciam as informações, fossem suprimidos dos resultados de busca no site.

O Google afirma já ter recebido mais de 250 mil pedidos de esquecimento, que são avaliados individualmente. Por enquanto, os resultados são retirados apenas em buscas realizadas em países da União Europeia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave