CBF confirma Gilmar Rinaldi fora das funções de empresário

Ex-goleiro, reserva de Taffarel na conquista do tetracampeonato mundial, em 1994, era agente de atletas como o atacante Adriano, além de Fábio Simplício, do Cerezo Osaka (JAP)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Gilmar Rinaldi terá muito trabalho pela frente
Ricardo Stuckert / CBF
Gilmar Rinaldi terá muito trabalho pela frente

No início da noite desta quinta-feira, a CBF, por meio de seu site oficial, comunicou que Gilmar Rinaldi, novo coordenador técnico da seleção brasileira, encerrou suas funções como empresário de futebol. O ex-goleiro, reserva de Taffarel na conquista do tetracampeonato mundial, em 1994, era agente de atletas como o atacante Adriano, além de Fábio Simplício, do Cerezo Osaka (JAP), e Fábio Santos, do Corinthians.

“O novo coordenador geral de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, cancelou, em caráter definitivo, sua inscrição profissional  como Agente de Jogadores, o que foi comunicado à FIFA”, afirmou a entidade.

O fato já havia sido confirmado por Gilmar Rinaldi, em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, na CBF.  "Minha atividade de agente Fifa, que exerci por 14 anos, agora está extinta oficialmente, não existe mais. Meu foco é exclusivo com a seleção brasileira. Agradeço muito ao presidente Marin, ao Marco Polo. Me sinto em casa. Sei dos ajustes que precisamos fazer e espero fazer o melhor para corresponder à expectativa", disse Gilmar.

O posicionamento oficial da CBF pode ser interpretado como uma resposta da entidade aos ataques do ex-jogador e agora deputado federal Romário. Em sua página oficial no Twitter, o “Baixinho” fez duras críticas a Rinaldi, chamando o ex-companheiro de “incompetente e sem personalidade”.