Presidente da Rússia responsabiliza Ucrânia sobre acidente aéreo

"Essa tragédia não teria acontecido se houvesse paz na região, se as ações militares não houvessem recomeçado no sudeste da ucraniano", disse presidente da Rússia, Vladimir Putin

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

 O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta (17) que o governo da Ucrânia tem responsabilidade sobre a queda do avião com passageiros da Malaysia Airlines.

"Essa tragédia não teria acontecido se houvesse paz na região, se as ações militares não houvessem recomeçado no sudeste da Ucrânia. E, certamente, o Estado responsável pelo território tem responsabilidade sobre esta terrível tragédia", disse Putin.

Segundo comunicado divulgado na madrugada de sexta-feira em Moscou, o presidente russo iniciou uma reunião com conselheiros pedindo um minuto de silêncio por causa da queda. Mais cedo, o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que a queda "não foi um acidente".

A fala vai ao encontro de relatos de dois oficiais do Exército americano, segundo os quais o avião foi alvejado por um míssil antiaéreo terrestre.

Biden disse ainda que conversou ao telefone com o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, e que os Estados Unidos ofereceram ajuda para apurar o acidente. Nas palavras do vice-presidente, o avião "explodiu pelos ares".

Segundo Biden, uma equipe do Exército dos Estados Unidos "estará rapidamente a caminho para ver se podemos chegar ao que causou o acidente".

Ele afirmou ainda que a "primeira preocupação" é com os cidadãos americanos que estavam no voo.