Romário detona Gilmar Rinaldi: "incompetente e sem personalidade"

Baixinho ressuscitou polêmicas da época em que o novo coordenador da CBF foi superintendente do Flamengo, em 1999

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Romário é autuado na lei seca
Divulgação
Romário é autuado na lei seca

O início das mudanças na seleção brasileira após a Copa do Mundo não parece ter agradado o ex-jogador e deputado federal Romário. O “baixinho” utilizou as redes sociais para tecer duras críticas a Gilmar Rinaldi, novo coordenador técnico do escrete canarinho. O dirigente foi apresentado nesta quinta-feira, em entrevista coletiva que contou com a participação de José Maria Marin, Marco Polo Del Nero e Alexandre Gallo.

“Galera, só pode ser uma dessas duas coisas: sacanagem ou pegadinha. É inadmissível Gilmar Rinaldi ser escolhido para assumir o cargo de diretor/coordenador de seleções da CBF”, postou Romário, que fez questão de lembrar o histórico do ex-goleiro da seleção brasileira no tetracampeonato mundial. Gilmar é empresário de jogadores, fato que, segundo o baixinho, o desqualifica a exercer uma função de tamanha confiança.

“O cara é empresário de vários jogadores. Tive o desprazer de trabalhar com ele no Flamengo. É incompetente e sem personalidade”, afirma o Baixinho, ressuscitando polêmicas da época em que Gilmar foi superintendente de futebol do clube carioca.

O Flamengo chegou a estar entre os primeiros colocados do Brasileirão de 1999. Porém, no meio do torneio, Gilmar brigou com Romário e quis multá-lo por faltas e atrasos em treinos. Romário, porém, ganhou a disputa interna: disse que tinha autorização da diretoria para essas ausências. O fato enfraqueceu o “poder” de Rinaldi no clube.

Sem papas na língua, Romário ainda chamou Marin e Del de Nero de “ratos” e disse que Gilmar irá fazer prevalecer interesses pessoais na seleção brasileira.

“Posso afirmar que Rinaldi vai fazer da CBF um banco de negócios para defender seus interesses. Só os ratos do Marin e Del Nero para escolheres uma pessoa como essa. Para piorar, ele ainda é agente FIFA”, concluiu.