Cinema foi uma catapulta

iG Minas Gerais |

Jorge Bispo/Trip/Divulgação
undefined

Aos 35 anos e com uma carreira invejável no teatro e na TV, LÁZARO RAMOS, em entrevista à revista “Trip”, destacou a importância do cinema na sua trajetória. “As grandes transformações que tive enquanto ator vieram de provocações que os filmes fizeram: ‘Madame Satã’, ‘Cidade Baixa’ e por aí vai”, pontuou o artista global, que também é autor do livro “A Menina Sentada”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave