Oswaldo de Oliveira diz estar 'pronto' para comandar a seleção

Treinador faz ressalvas em relação ao Brasil ser treinador por um profissional estrangeiro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Treinador não vê vantagens em seu time atuar no Pacaembu
REPRODUÇÃO/SANTOS
Treinador não vê vantagens em seu time atuar no Pacaembu

Oswaldo de Oliveira foi perguntado nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva no Santos, se aceitaria um eventual convite para substituir Luiz Felipe Scolari como técnico da seleção brasileira. E disse estar preparado para o desafio, caso seja procurado pela CBF.

"Trabalho no Santos, um dos melhores clubes do Brasil. Se vier convocação, estou pronto para responder", avisou Oswaldo de Oliveira, que também comentou sobre a possibilidade de a CBF buscar um técnico estrangeiro para o lugar de Felipão.

"Sobre um estrangeiro, é uma coisa que a CBF tem que ver com muito cuidado. Transcende minha opinião. Claro que preferiria um brasileiro. Existe todo um envolvimento no caso de nós contarmos com um estrangeiro. Questão de adaptação, de uma série de coisas que tem que ser levadas em consideração", avaliou o comandante santista.

Mas, independentemente de quem seja o novo técnico da seleção, Oswaldo de Oliveira acredita que precisa haver uma mudança de mentalidade. "Além de reformular a estrutura técnica da CBF, precisamos reestruturar muita coisa fora de campo e na formação dos jogadores. Não só no âmbito futebolístico, mas na sociedade. Fica claro que os países que se desenvolveram mais no futebol são países com sistema educacional com evolução pedagógica", disse.

Leia tudo sobre: oswaldo de oliveiraselecaobrasiltecnico