Clube do Ceará pede prisão de José Maria Marin por ignorar liminar

Clube tenta herdar vaga de Betim na série C do Brasileirão e conseguiu decisão na Justiça, mas CBF descumpriu

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

undefined

O presidente da CBF José Maria Marin tem mais uma preocupação além dos questionamentos sobre os rumos do futebol no Brasil e da entidade que o organiza após o fracasso na Copa: o time do Tiradentes, do Ceará, solicitou a prisão do dirigente. O motivo é a briga por uma vaga na série C do Brasileirão deste ano.

Segundo o “Futebol Interior”, o clube cearense entrou com o pedido nesta manhã, na 6ª Vara Cível de Fortaleza. No dia 9 de junho, o mesmo local deu uma liminar garantindo a equipe na Terceirona, sob pena de prisão e multa diária de R$ 25 mil, caso a decisão fosse descumprida.

O Tiradentes terminou a série D de 2013 na quinta colocação e tenta herdar a vaga do Betim, time que foi rebaixado da série C após entrar na Justiça Comum antes de conseguir resolver seu problema em esferas desportivas. No entanto, a CBF optou por dar a vaga da equipe mineira ao Crac, que foi rebaixado da Terceirona no ano passado.

Leia tudo sobre: josé maria marinprisãosérie dsérie ctiradentescearásexta varaliminar