Mano evita comentar fracasso da seleção brasileira na Copa

Ex-treinador do Brasil esquivou-se das perguntas sobre a atuação de Felipão no Mundial

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Divulgação/CBF
undefined

O técnico Mano Menezes preferiu evitar polêmica e se esquivou das perguntas sobre o fracasso da seleção brasileira na Copa do Mundo. O antecessor de Luiz Felipe Scolari no cargo disse que esse não é o "momento adequado" para tratar do assunto depois de um resultado como o que eliminou o Brasil, a derrota de 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal.

"Claro que não quero deixar de discutir isso como técnico, mas como eu passei dois e anos e meio por lá, qualquer declaração que eu der pode parecer outra coisa depois de uma eliminação como foi", disse ele ao responder se a melhor opção para a seleção seria contratar um técnico estrangeiro. "Não penso que a parte do nome seja a mais importante, o mais importante é a filosofia."

Mano Menezes, no entanto, disse que não ficou surpreso com o desempenho da seleção da Alemanha na Copa. "Quem acompanhava a preparação não tinha dúvida como a Alemanha chegaria para a Copa. Ela só confirmou isso."

Mano Menezes assumiu a seleção brasileira após a Copa de 2010 e substituiu o técnico Dunga. Mano tinha como primeiro objetivo renovar a seleção, mas resultados ruins na Copa América de 2011 e também na Olimpíada de 2012 aceleraram sua queda. Tite, outro técnico gaúcho, é nome mais cotado para assumir o lugar de Felipão.

Leia tudo sobre: mano menezesfelipaoCopa do Mundo