Luis Enrique exalta Messi e vê futuro de Xavi em aberto

Ao se referir ao astro, o comandante destacou que, na sua opinião, Messi segue sendo "o melhor jogador do mundo"

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Luis Enrique concedeu nesta quarta-feira a sua primeira entrevista coletiva como novo técnico do Barcelona nesta nova temporada do futebol europeu. Na conversa com os jornalistas, o treinador abordou uma série de temas, entre eles Lionel Messi, que acaba de ser derrotado junto com a Argentina na final da Copa do Mundo e logo retornará aos treinos no clube espanhol para tentar reeditar as grandes atuações que acumulou pela equipe catalã.

Ao se referir ao astro, o comandante destacou que, na sua opinião, Messi segue sendo "o melhor jogador do mundo" e qualificou como normal a queda de desempenho do atacante na temporada passada do futebol europeu. "Os jogadores sempre passam por altos e baixos, não só Messi, mas seu rendimentos nos últimos anos nos dá tranquilidade. Aqui estão seus números e isso é importante para a equipe", ressaltou.

O fato de que Messi passará a contar com a companhia do uruguaio Luis Suárez, anunciado como reforço na semana passada, em um forte trio de ataque formado com Neymar também foi comemorado por Luis Enrique, mas o comandante lembrou que o mais importante será formar um conjunto sólido como equipe.

"Os treinadores querem ter os melhores. Quanto mais jogadores bons se tem, melhor. Temos nos reforçado e vamos seguir nos reforçando. Estou encantado com eles (do trio de ataque), mas temos de formar uma equipe e precisamos da ajuda de todos: Pedro Rafinha, Deulofeu...", enfatizou.

Já ao falar sobre a situação de Xavi, cuja permanência no Barcelona ainda é incerta, Luis Enrique se limitou a dizer que o futuro do meio-campista está "em aberto". "É um jogador de referência para nós, tudo está aberto e depende das duas partes" revelou.

Ao lado do técnico na entrevista coletiva, o diretor esportivo do Barça, Andoni Zubizarreta, também foi evasivo ao dizer sobre a situação do ídolo e do lateral-direito Daniel Alves, outro que também conversará com o clube para decidir se seguirá ou não no Camp Nou.

"São jogadores que têm contrato em vigor e que ganharam o direito de conversar, sobretudo Xavi. E isso é o que faremos", afirmou o dirigente, que também enfatizou que o Barcelona será "prudente" e analisará com calma uma forma de tentar reverter a suspensão de quatro meses aplicada a Luis Suárez, punido pela Fifa de forma dura após ter mordido o italiano Chiellini em jogo válido pela primeira fase da Copa do Mundo.

Leia tudo sobre: luis enriquemessixavibarcelonanovocomando