Entrevista de presidente de entidade de turismo gera polêmica

George Irmes se referiu aos argentinos como primos pobres que visitaram o país e não consumiram nada

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Lembranças: bandeira argentina ainda permanece nas areias de Copacabana
DOUGLAS MAGNO/O TEMPO
Lembranças: bandeira argentina ainda permanece nas areias de Copacabana

Uma entrevista do presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem, seção Rio de Janeiro, George Irmes, ao jornal O Estado de São Paulo, publicada nesta terça-feira (15),  gerou polêmica na internet. Irmes teria afirmado que não espera receber novamente argentinos, como os que estiveram no país durante a Copa do Mundo,se referindo a eles como primos pobres.

Durante entrevista, o presidente afirmou, ainda, que “o que aconteceu no Terreirão foi degradante. Aquelas barracas de R$ 10, compradas nas Lojas Americanas, e aqueles argentinos sentados nas cadeiras de R$ 5 (adquiridas em lojas populares)...é chocante”, contou. "Fico triste por estarmos cercados de primos pobres", completou. 

Irmes contou que trabalha há 50 anos no ramo e que não espera mais turistas assim, “que não compram nada”. Ele terminou a entrevista explicando que agentes de viagens brasileiros não ganharam nada com a Copa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave