Metrô descarrila em Moscou deixando ao menos 21 mortos

Os três primeiros vagões de trem saíram do trilho e foram esmagados pelos carros que vinham atrás

iG Minas Gerais |

Resgate. Imagem mostra o momento do resgate no túnel do metrô de onde o vagão descarrilou ontem
Russian Emergency Situation Ministry/ap
Resgate. Imagem mostra o momento do resgate no túnel do metrô de onde o vagão descarrilou ontem

Moscou, Rússia. Ao menos 21 pessoas morreram e pelo menos 150 ficaram feridas nesta terça após três vagões de um trem do metrô de Moscou descarrilarem, segundo oficiais do serviço de emergência.

De acordo com Alexander Zagnibeda, gerente de uma cervejaria em Moscou que estava no metrô na hora do acidente, houve uma freada forte, e ele foi arremessado do meio do vagão até seu fim, onde bateu na parede. “Tinha tantos corpos... pessoas que tinham perdido a consciência”, declarou o russo em sua página do Facebook, na qual postou fotos do acidente. Ele ainda contou que conseguiu sair do vagão por uma janela e foi andando até a estação mais próxima sentindo o cheiro de queimado. Yuri Akimov, porta-voz de Moscou para os serviços de emergência, disse que cerca de 200 pessoas foram retiradas do trem, que estava preso entre duas estações. MORTOS E FERIDOS. Dos 150 feridos, pelo menos 50 deles estão em estado grave, informou a agência de notícias Itar-TASS, citando o chefe do departamento de saúde de Moscou, Georgy Golukhov. Alexander Gavrilov, vice-chefe dos serviços de emergência de Moscou, disse que equipes de resgate recuperaram sete corpos e estão trabalhando para tirar mais 12 de três vagões destruídos. Segundo o Ministério para Situações de Emergência, o acidente aconteceu devido a uma queda brusca da tensão elétrica, o que acionou um alarme, provocando a frenagem repentina do trem. Sua hipótese, porém, tem sido refutada, e, no momento, as autoridades russas trabalham com outras possibilidades, mas não informaram quais são as linhas de investigação. O metrô de Moscou é o mais movimentado do mundo, com até 9 milhões de usuários em dias de semana.

Acidentes fatais nos trilhos da capital russa Atentado suicida Em 29 de março de 2010, duas mulheres chechenas explodiram bombas em dois locais do metrô de Moscou, matando 40 pessoas e ferindo outras 102. A Chechênia é uma região independente, mas é usada como uma espécie de “posto avançado” de terroristas muçulmanos para a Rússia. Explosão nos trilhos Em 6 de fevereiro de 2004, uma explosão destruiu um trem da linha Zamoskvoretskaya, matando 41 e ferindo mais de cem pessoas. Autoridades culparam terroristas da Chechênia. O mesmo grupo atacou outra linha em agosto, matando dez e ferindo outras 50 pessoas. Escada rolante fatal Em 17 de fevereiro de 1982, oito pessoas morreram quando uma escada rolante cedeu na estação Aviamotornaya, da linha Kalininskaya. O acidente, que ainda feriu 30 pessoas, foi causado por uma falha no freio de emergência. Com os passageiros, a escada rolante desceu em velocidade acelerada.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave