Bruno Dantas é o novo ministro do Tribunal de Contas da União

Advogado já tinha sido aprovado pelo Senado - ambas as votações foram secretas - e ele já está apto a assumir o cargo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta terça-feira (15) por 270 votos contra 7 a indicação do advogado Bruno Dantas para ministro do TCU (Tribunal de Contas da União). Como já tinha sido aprovado pelo Senado - ambas as votações foram secretas - Dantas já está apto a assumir o cargo.

O advogado contou com o apoio do PMDB e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Ele acompanhou a votação desta tarde do plenário da Câmara, tendo cumprimentado e pedido voto a vários parlamentares.

Um dos que fizeram campanha pelo advogado, orientando colegas a votarem pela aprovação de seu nome, foi o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Dantas assumirá a vaga do ex-ministro Valmir Campelo. Ele entrou na disputa após fracassar a articulação para emplacar o senador Gim Argello (PTB-DF) no tribunal. Argello também havia sido indicado por Renan, com o apoio do PMDB, mas abandonou a disputa depois de vir à tona condenações judiciais contra ele.

O cargo exige "reputação ilibada". Servidores do TCU e o próprio presidente do órgão, Augusto Nardes, fizeram campanha contra o petebista.

Sob o argumento nos bastidores que o governo não se empenhou para manter sua escolha, Argello passou a trabalhar para que o PTB abandonasse o apoio à reeleição de Dilma Rousseff e embarcasse na candidatura do tucano Aécio Neves, o que acabou acontecendo.

Currículo

Ex-servidor do Senado, Dantas foi nomeado conselheiro do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) em 2011. Dois anos depois, ocupou a vaga de conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Formado pela UNB (Universidade de Brasília), ele é mestre e doutor em direito processual civil pela PUC-SP e professor do IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público). O TCU é um órgão auxiliar do Poder Legislativo que tem como função fiscalizar a regularidade contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e indireta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave