Pistorius se envolve em confusão em casa noturna

Família do ex-atleta alegou que ele reagiu a uma provocação agressiva, versão diferente do envolvido no caso

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Oscar Pistorius leaves the high court in Pretoria, South Africa, Wednesday, April 9, 2014. Pistorius is charged with murder for shooting dead his girlfriend, Reeva Steenkamp, on Valentines Day in 2013. (AP Photo/Themba Hadebe)
Associated Press
Oscar Pistorius leaves the high court in Pretoria, South Africa, Wednesday, April 9, 2014. Pistorius is charged with murder for shooting dead his girlfriend, Reeva Steenkamp, on Valentines Day in 2013. (AP Photo/Themba Hadebe)

A família de Oscar Pistorius admitiu nesta terça-feira que o atleta paralímpico se envolveu em uma briga no último fim de semana em uma casa noturna. A versão apresentada pelos seus parentes da confusão, porém, difere da que foi dada pelo homem envolvido na briga.

Segundo a sua família, Pistorius foi com um primo para uma boate em Johannesburgo no sábado e acabou sendo abordado por um homem que perguntou-lhe de forma agressiva sobre o seu julgamento por assassinato. O homem deu uma versão diferente, dizendo que o atleta paralímpico estava bêbado e insultou seus amigos. Por isso, acabou empurrando Pistorius, de acordo com declarações divulgada pelo jornal sul-africano The Star.

Independentemente de quem começou a discussão, o episódio do fim de semana volta a levantar questionamentos sobre o caráter de Pistorius, que está sendo julgado pelo assassinato de Reeva Steenkamp, sua namorada, ocorrido no dia 14 de fevereiro de 2013.

Livre sob fiança, Pistorius alega que confundiu a modelo com um invasor na sua casa e disparou através da porta do banheiro. A promotoria, por sua vez, o qualifica como um sujeito nervoso, obcecado por armas e que atirou em Reeve após uma briga do casal o acusando de assassinato premeditado.

No momento, o julgamento de Pistorius está paralisado. A juíza do Tribunal Superior de Pretória Thokozile Masipa adiou a decisão final para os dias 7 e 8 de agosto, quando os dois lados vão expor suas últimas alegações para que o veredicto finalmente seja dado. Pistorius havia sido proibido de consumir álcool nas condições em que a fiança foi dada, mas isso acabou sendo revogado após pedido da defesa.

De acordo com a porta-voz da família de Pistorius, Anneliese Burgess, o atleta paralímpico estava sentado no setor VIP da boate antes de ser abordado. "O indivíduo, de acordo com o meu cliente, começou a interrogá-lo de forma agressiva sobre assuntos relacionados com o julgamento. Uma discussão se seguiu, durante a qual o meu cliente pediu para ser deixado em paz", disse, em um comunicado. "Oscar deixou logo depois o local com seu primo. Meu cliente lamenta a decisão de ir a um espaço público atraindo, assim, a atenção indesejada", completou.

O homem que discutia com Pistorius é Jared Mortimer, de acordo com o The Star. "Ele estava bêbado, mas não estava ruim. Estávamos bebendo tequila e ainda me lembro de ter largando a minha bebida, dizendo que eu não podia beber enquanto ele falava assim dos meus amigos", afirmou.

Segundo Mortimer, Pistorius também insultou a família do presidente sul-Africano, Jacob Zuma. "Ele estava perto do meu rosto e naquele ponto eu o empurrei para deixá-lo longe de mim. A cadeira estava atrás de suas pernas e ele caiu no chão", relatou.

Leia tudo sobre: pistoriusconfusaoboatejulgamentoatletaparalimpico