Julgamento de policiais acusados de tentativa de homicídio é retomado

A sentença dos réus será dada por um júri, composto por três homens e quatro mulheres; previsão é de que o julgamento dure até esta quarta-feira

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

undefined

O julgamento dos seis policiais acusados de tentativa de homicídio contra três pessoas durante um cerco policial, recomeçou às 9h desta terça-feira (15), no Fórum de Vespasiano, na região metropolitana da Belo Horizonte. A sessão, que está em seu segundo dia, foi iniciada com o depoimento de Edmilson de Souza, policial que participou da operação de bloqueio na rodovia. Ele respondeu às perguntas da defesa e falou sobre a hierarquia do grupo responsável pela operação em Vespasiano.

Souza contou que chegou com atraso ao local do cerco por problemas técnicos em sua viatura e pelo movimento gerado pelo Carnaval. Ele disse também que não se lembra se o manual de práticas que era utilizado na época é o mesmo de hoje.

O caso

Em fevereiro de 2004, os militares perseguiam assaltantes pela MG-010, próximo a Pedro Leopoldo e, durante a abordagem, a comerciante Ana Paula Nápoles Silva, que passava pelo local, foi baleada na cabeça e morreu. Outras duas pessoas ficaram feridas na ação.

A sentença dos réus será dada por um júri, composto por três homens e quatro mulheres. A previsão é de que o julgamento dure até esta quarta-feira (16). Na tarde dessa segunda-feira (14), cinco  testemunhas foram ouvidas.  

Atualizada às 9h43

Leia tudo sobre: julgamentovespasianopoliciaishomicídio