A voz Celeste

iG Minas Gerais |

Caros amigos, vou escrever a última coluna a respeito da Copa do Mundo. Nas próximas, voltarei a falar do maior de Minas. Na Copa das Copas foram batidos todos os recordes, mas o que vai ficar para o resto da vida na memória dos brasileiros é o recorde negativo dos 7 a 1, sofridos contra a Alemanha. Para nós, dentro de campo, foi horrível, mas fora de campo, mostramos ao mundo que somos capazes. A campeã Alemanha mostrou organização tática e provou que vários bons jogadores, organizados, são capazes de vencer um craque e outros bons jogadores. Felipão e sua trupe terminaram o ciclo na seleção brasileira. Comungo com aqueles que querem um treinador estrangeiro no comando da seleção. Sempre vencemos pelo talento dos nossos atletas, mas os treinadores ficaram ultrapassados. Avacoelhada Sem as contratações necessárias para aumentar a produtividade na Série B, o América enfrenta o Paraná, às 19h30, no Independência. O time considerado titular não teve capacidade para vencer o combinado do Roberto Assunção, o primeiro tempo contra o Villa Nova, e o Coelhãozinho sub-20, nos jogos-treino realizados durante a Copa do Mundo. As mudanças foram circunstanciais devido à saída do Matheus, lesão do Elsinho e suspensão do Ricardinho. Fernando Leal, Pablo e Doriva são os respectivos substitutos. Três zagueiros, com a liberação dos alas, poderão tornar o time mais agressivo do que com três volantes. Ou repetir a distribuição usada na convincente vitória sobre o Joinville, com dois volantes, três meias e um centroavante, no 4-2-3-1. Testar Tchô e Mancini entre os titulares.  A voz da Massa Francamente, não estou entendendo a dúvida de Levir Culpi: escalar Jô ou André no ataque do Galo amanhã? Jô, é claro! André está em boa fase, e foi muito bem nos amistosos na China, mas é óbvio que a vaga tem que ser de Jô, que é titular do time e vem de um período de atividade na seleção. Problema físico, ele parece não ter, já que jogou pela seleção no sábado passado. A menos que ele tenha pedido para ficar de fora contra o Lanús, o que pode queimar o filme dele com a Massa, que não irá perdoá-lo por “arregar” num jogo tão importante para o Galo. Mas eu não acredito que seja isso. Talvez, Levir só esteja esperando para conferir de perto as condições de Jô e fechar essa questão. Pois, como todos sabemos, a Massa quer muito esse título, e o Galo precisa usar o que tem de melhor. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave