Contrato de Willian chega ao fim e Cruzeiro não acerta permanência

O clube celeste não chegou a um acordo com o Metalist e avante não pode jogar pela Raposa até que haja um desfecho definitivo

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Willian foi campeão brasileiro e da Libertadores pelo Corinthians
Cruzeiro/Divulgação
Willian foi campeão brasileiro e da Libertadores pelo Corinthians

Depois de muita negociação, Cruzeiro e Metalist, da Ucrânia, não chegaram a um acordo e o contrato do atacante Willian chegou ao fim ontem. A partir desta segunda-feira, o jogador não pode entrar em campo com a camisa estrelada até que a situação se resolva. A diretoria celeste não soube dizer se o atleta terá que se apresentar aos ucranianos ou se poderá permanecer no Brasil para acompanhar o desfecho das tratativas.

A indefinição estaria ocorrendo por questões comerciais e jurídicas, que não foram reveladas. O clube mineiro não informou os valores, mas disse que acertou uma outra quantia a ser paga aos europeus – o passe do jogador estava fixado em 4 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões). Também já está acertado o acordo entre o avante e a Raposa.

Pensando nessa dificuldade de acerto e na possível não permanência do jogador, o técnico Marcelo Oliveira pediu algumas contratações e testou opções caso o avante do bigode não fique na Toca. A Raposa trouxe os atacantes Neilton e Marquinhos, que podem atuar pelo setor. Dagoberto é o considerado titular, mas tem tido algumas lesões. Marlone, especulado no Santos, permaneceu e pode ser escalado pela esquerda. O meia-atacante Alisson agradou, durante a intertemporada nos Estados Unidos, e está na briga por uma vaga no time.

O desejo da torcida e dos jogadores celestes é para que Willian siga por muito tempo vestindo a camisa estrelada. “A gente sempre pergunta pra ele se a situação está resolvida porque é um jogador importante, é um amigo que temos no grupo. Mas ele tem poucos detalhes (da negociação). A gente espera que ele (Willian) fique e nos ajude cada vez mais”, declarou o meia-atacante Everton Ribeiro.

Willian chegou ao Cruzeiro em julho de 2013 como moeda de troca, com a venda de Diego Souza, e acabou se tornando um dos principais jogadores cruzeirenses na conquista do tricampeonato brasileiro. As boas atuações e gols conquistaram a torcida celeste, que fez até campanha nos estádios quando o jogador passou a usar bigode. O jogador esteve em campo pelo clube celeste em 61 partidas e marcou 15 gols.

Com o fim do vínculo com a agremiação cinco estrelas, Willian pode negociar com outros clubes. O atacante ainda não realizou as sete partidas pela Raposa e poderia atuar por outra equipe da Série A do Brasileirão.  

Leia tudo sobre: cruzeiroraposawillianatacantemetalistacordocontratobigode