Argentino, Gareca acha 'loucura' um estrangeiro na seleção brasileira

Técnico do Palmeiras também afirmou que não há motivos para alarde e defendeu que o futebol brasileiro não está em crise

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Palmeiras/Divulgação
"Eu não posso prometer títulos, não sei o que vai acontecer amanhã. Vivo o presente", disse o treinador

O argentino Ricardo Gareca, técnico do Palmeiras, não acredita que os 7 a 1 que o Brasil levou da Alemanha na semifinal da Copa manche a história do futebol brasileiro. E não vê a possibilidade de um estrangeiro comandar a seleção.

"Um estrangeiro na seleção brasileira? Não, isso me parece uma loucura", afirmou o treinador. "O Brasil não precisa. Tem bons técnicos e uma história muito rica e muito grande", afirma.

Depois de ficar em quarto lugar na Copa, o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin, já admite a possibilidade de contratar um estrangeiro para o lugar de Luiz Felipe Scolari.

Gareca também não vê motivo para alarmismo no Brasil.

"Não é uma crise. Não vejo motivo para tanto preocupação. O Brasil chegou até onde todos sonham, jogar sete jogos", disse. "Houve um resultado ruim e as pessoas especializadas têm de dar um jeito de resolver", afirmou.

Gareca também parabenizou os brasileiros pela organização do torneio.

"A Copa foi maravilhosa, os brasileiros devem ficar orgulhosos de uma organização magnífica, sem problemas, sem incidentes", disse.

"A parte esportiva não cumpriu a expectativa de vitória de vocês. Eu também queria que a Argentina ganhasse, mas não deu", disse. "Mas me parece que foi a melhor Copa, ao menos, dentre as que eu vi. Parabéns", afirmou.

O Palmeiras volta a jogar uma partida oficial nesta quinta-feira (17) contra o Santos, na Vila Belmiro, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.