Marin falta à coletiva de encerramento da Copa e aumenta suspense

Presidente da CBF e do COL não esteve no evento, no qual era esperado um posicionamento sobre o futuro do comando da seleção

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O posicionamento da Confederação Brasileira de Futebol sobre o futuro do comando técnico da seleção segue em aberto. Na manhã desta segunda-feira, a expectativa era de que o presidente da CBF, José Maria Marin, fizesse algum pronunciamento sobre o caso, mas o dirigente, presidente também do Comitê Organizador Local (COL) da Copa não compareceu à coletiva de encerramento da competição. A ausência do dirigente ainda não foi justificada. A decisão sobre a demissão do treinador, inicialmente veiculada pela Rede Globo, teria sido tomada no domingo, mas a oficialização pela CBF ainda é aguardada para esta segunda-feira. A informação é de que a derrota da seleção brasileira para a Holanda, na disputa do terceiro lugar, acabou deixando a situação do técnico - goleado pela Alemanha - ainda mais insustentável. Antes mesmo de a Copa começar, um dos nomes mais fortes para assumir a vaga de Felipão era o do técnico Tite. Entretanto, após o fiasco no Mundial, agora existe uma pressão para uma reformulação do futebol brasileiro, que passaria, inclusive, pela análise da possibilidade de um estrangeiro comandar a seleção canarinho daqui para frente.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave