Após a Copa, Campeonato Brasileiro promete 'pegar fogo'

Com clubes reforçados e alguns jogadores que estiveram no Mundial, competição retorna em sua décima rodada

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Kaká está de volta ao futebol brasileiro e vestirá a camisa do São Paulo no segundo semestre
Daniel Vorley / Agif / Estadão conteúdo
Kaká está de volta ao futebol brasileiro e vestirá a camisa do São Paulo no segundo semestre

O fim da Copa do Mundo não significa que o torcedor ficará carente de futebol. Nem bem os craques das seleções saem de cena e já entra em ação o Campeonato Brasileiro. Com clubes reforçados e alguns jogadores que estiveram no Mundial, inicia-se a nova Série A. A competição volta em sua 10.ª rodada, mas é como se a largada fosse do início. Os times retornam bem diferentes. Os paulistas foram às compras e prometem uma volta com esperança renovada a seus torcedores.

O São Paulo chega com pinta de favorito após contratações de peso. O clube, que já contava com Alexandre Pato, Paulo Henrique Ganso, Luis Fabiano e Rogério Ceni, agora aposta no craque Kaká e na estrela de Alan Kardec.

Kaká treina em dois períodos para estar pronto para voltar a dar alegria aos tricolores já no sábado, quando deve estrear diante da Chapecoense. Contra o Bahia, nesta quarta-feira, ficará na torcida para que Alan Kardec, após quase dois meses de aprimoramento, faça a diferença como vinha fazendo no Palmeiras. “Eu quero jogar logo, depois de tanto tempo treinando, nada melhor do que entrar em campo”, disse o artilheiro. “Dá um pouco de ansiedade, sim, mas para o lado bom, de ter aquela gana de jogar, de forma positiva”.

O presidente Carlos Miguel Aidar está eufórico com sua nova equipe e fala em brigar pelo título. A ponto de já se armar para segurar Kaká para a Copa Libertadores de 2015, caso o time se classifique. O contrato do meia vai só até dezembro. Depois, ele embarca para os Estados Unidos.

O Corinthians também mostra brilho nos olhos com as suas contratações. Elias, ídolo da torcida nas conquistas do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil de 2009, volta para fazer o time decolar. Em terceiro, o clube crê em arrancada e briga no topo até o fim.

E a confiança em alta não está depositada apenas nos pés de Elias. Em todos os setores chegaram peças capazes de colocar o clube no seleto grupo de favoritos. Vieram o zagueiro Anderson Martins, o meia Lodeiro e o atacante Romero. Marcelo, revelação do Atlético Paranaense, está bem encaminhado, para alegria do técnico Mano Menezes. “Estamos atentos às oportunidades do mercado, mas, caso não chegue mais ninguém, nosso elenco está muito bem montado para fazer um bom Brasileirão”, garantiu o diretor de futebol do Corinthians, Ronaldo Ximenes.

FÉ NOS HERMANOS - O Palmeiras aposta em um trio argentino para apagar a má impressão das últimas edições e reerguer o orgulho de seus torcedores. O técnico Ricardo Gareca assume para fazer o time “jogar bola”. Sua filosofia parece já dar resultado nos treinos, com mais garra e vontade. Suas bases de sustentação serão o zagueiro Tobio e o atacante Mouche, indicados por ele, já estão integrados aos demais companheiros. “Tenho muita esperança de que as coisas caminharão bem. O Gareca é um técnico com muita experiência e que teve bons resultados no Vélez. Espero que a gente possa fazer um grande trabalho juntos e cumprir o objetivo, que é conseguir um título”, afirmou Mouche.

Há, ainda, a remota possibilidade de o goleador Pratto, também argentino, ser contratado pelo Palmeiras. E como ninguém saiu, há torcedor já esfregando as mãos por dias melhores. O primeiro desafio será diante do Santos, na Vila Belmiro, quando a real força verde será colocada à prova.

E por falar no clássico, o clube da Baixada Santista foi o que menos se mexeu. Mas também contratou com qualidade. O bom lateral-direito Victor Ferraz chegou do Coritiba, assim como o regular volante Souza, campeão com o Cruzeiro. A direção ainda busca um meia para a vaga de Cícero. E a defesa será comandada por Bruno Uvini, que veio do Napoli.

“Estamos preparados. Fizemos intertemporada bem forte, deixamos tudo redondinho e, mesmo com a Copa, pensamos só no Palmeiras. Nosso objetivo é voltar bem e chegar mais perto do líderes”, disse Bruno Uvini.