Na contramão, Lifecenter demite

iG Minas Gerais |

O Hospital Lifecenter, localizado no bairro Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte, já demitiu, pelo menos, 127 funcionários, sendo 50% deles ligados à enfermagem, conforme o diretor licenciado do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Belo Horizonte e Região (Sindeess), Roberto Verônica. As demissões foram homologadas no fim de junho na Delegacia Regional do Trabalho (DRT).

Ele ressalta que o hospital, que está há 12 anos no mercado, tem dívidas. “Basta olhar o balanço financeiro”, diz. A justificativa, não só do Life Center bem como de outros hospitais para a redução do quadro de funcionários, é falta de recursos. “Eles alegam que a tabela do SUS está defasada e que os convênios pagam somente 75% do valor real dos procedimentos”, observa.

Ele ressalta que há instituições que não fecharam totalmente, mas encerraram alguns tipos de atendimento, com destaque para maternidades e pediatrias– áreas consideradas pouco rentáveis.

Justificativa. Procurado pela reportagem, o hospital, por meio de nota, ressaltou que estão sendo realizados investimentos na contínua melhoria do conhecimento técnico dos profissionais, além da compra de equipamentos de última geração. Isso, segundo a nota, faz parte da modernização e do contínuo esforço de manter o Lifecenter como uma referência na prestação de serviços de saúde de alta qualidade em Belo Horizonte.

“Os ajustes no quadro de pessoal são pontuais e localizados e de maneira alguma põem em risco a capacidade assistencial do hospital”, diz outro trecho da nota. (JG)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave