Reclamação pelo site ainda é difícil; ideal é ir ao Procon

iG Minas Gerais |

A adesão foi grande, mas a divulgação da lista antitelemarketing de Minas Gerais ainda precisa melhorar. O cadastro pode ser feito no site do Procon do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), mas o link não está em destaque, o que pode fazer os consumidores desistirem de entrar na lista. Quem entra na página do MPMG ainda precisa entrar na interface do Procon e, depois, gastar uns minutinhos procurando onde fazer o cadastro.

O estudante Guilherme Gonçalves Rodrigues tem outra reclamação. “Eu recebi ligação de telemarketing um mês após fazer o cadastro e queria fazer a denúncia pelo site, mas não encontrei nenhum campo que viabilizasse essa queixa. Então eu liguei para a ouvidoria do Ministério Público e me mandaram ligar para o Procon, mas lá não souberam me dar a orientação imediatamente. Ficaram de consultar a assessoria jurídica e entrar em contato depois”, conta.

O promotor Fernando Ferreira Abreu destaca que é possível fazer a reclamação pelo site, mas o ideal é ir pessoalmente à sede do Procon. “No site, temos o risco de receber várias denúncias anônimas, isso pode até ser uma empresa querendo prejudicar um concorrente, por isso vamos pré-avaliar as reclamações no site e depois devemos chamar o consumidor aqui”, explica.

Ele concordou com a dificuldade de acesso e disse que conversará com o departamento de informática para deixar o cadastro em destaque. “Estamos começando, e precisamos divulgar mais a lista antitelemarketing”, afirma Abreu. O sossego começa a valer 30 dias depois de o consumidor fazer o cadastro de bloqueio. (QA)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave