Mostra com clima de adeus

Edição do Les Rencontres d’Arles, na França, é a última com François Hébel na direção

iG Minas Gerais |

Mostra. Icônica imagem de Mick Jagger, feita por David Bailey, integra a exposição
DAvid Bailey / Divulgação
Mostra. Icônica imagem de Mick Jagger, feita por David Bailey, integra a exposição

O clima é de adeus no Les Rencontres d’Arles, uma das mostras de fotografia mais influentes do mundo. A edição iniciada na última semana, no Sul da França, é a última versão do festival que terá a marca de seu atual diretor, François Hébel, demissionário após 13 anos. Sob o tema “Parade”, o evento é um desfile de artistas que fizeram parte dessa história de Hébel em Arles, caso do fotógrafo Lucien Clergue, um dos fundadores do festival, e do estilista francês Christian Lacroix, que foi curador do evento em 2008.

Também estão expostas criações de figuras inéditas na mostra, que são velhas conhecidas de Hébel, como o britânico David Bailey, cujo trabalho não era mostrado na França havia 30 anos. Bailey é o fotógrafo que inspirou o protagonista do filme “Blow Up” (1966), de Michelangelo Antonioni. Sua série “Stardust”, criada para a National Portrait Gallery, em Londres, combina com o clima nostálgico que domina Arles neste ano de 2014. São cerca de 200 retratos feitos ao longo da carreira de Bailey, entre eles, uma célebre imagem de Mick Jagger de 1964.

O festival, que vai até 21 de setembro, também exibe pela primeira vez obras do brasileiro Vik Muniz. Na série “Álbum”, ele usa fotos de famílias desconhecidas colecionadas ao longo de 15 anos para montar cenas comuns da memória doméstica. A saída de Hébel, 56, ocorreu após um embate com o governo sobre a venda do local de exposições para a iniciativa privada. A partir desta edição, o francês Sam Stourdzé, 41, assume a direção do festival. O local que vai abrigar o evento em 2015 não está definido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave