Melhor da Copa, Messi não lidera principais rankings de estatísticas

Camisa 10 da Argentina marcou gols apenas na primeira fase e tem números discretos para quem jogou sete partidas

iG Minas Gerais | VICTOR MARTINS |

Argentina's Lionel Messi goes to get his runner-up medal after the World Cup final soccer match between Germany and Argentina at the Maracana Stadium in Rio de Janeiro, Brazil, Sunday, July 13, 2014. Germany won the match 1-0  (AP Photo/Martin Meissner)                           
Model :                	NIKON D4S
Argentina's Lionel Messi goes to get his runner-up medal after the World Cup final soccer match between Germany and Argentina at the Maracana Stadium in Rio de Janeiro, Brazil, Sunday, July 13, 2014. Germany won the match 1-0 (AP Photo/Martin Meissner) Model : NIKON D4S

Messi foi eleito pela Fifa o Bola de Ouro da Copa do Mundo de 2014. Porém, a escolha do camisa 10 da Argentina como o melhor jogador da competição gerou muita estranheza entre jornalistas e torcedores, que manifestaram pelas redes sociais o descontentamento com a escolha da entidade, já que o holandês Arjen Robben e o colombiano James Rodríguez jogaram melhor do que Messi.

Embora a Argentina tenha chegado até a final e muito se deve ao craque do time, decisivo em várias partidas, o melhor jogador da atualidade deixa o Brasil sem uma grande exibição, daquelas que ficam para sempre na memória do torcedor. E os números do argentino nesse Mundial confirmam que a escolha foi um tanto quanto duvidosa. Messi não foi líder em nenhum quesito importante nas estatísticas.

Na lista de artilheiros, por exemplo, ele ficou na terceira colocação, com quatro gols, ao lado de Neymar e Van Persie. James Rodríguez, com seis, e Thomas Müller, com cinco, ficaram na frente de Messi. Aliás, todos os gols marcados pelo craque do Barcelona foram na primeira fase, já que ele passou em branco diante de Suíça, Bélgica, Holanda e Alemanha.

Na lista de assistências, o nome de Messi nem sequer aparece entre os primeiros. Dos pés do camisa 10 saiu apenas um gol, que foi marcado por Di María, contra a Suíça, pelas oitavas de final.

Nem mesmo no número de finalizações o camisa 10 da Argentina é líder. Nesse quesito, inclusive, ele aparece atrás de um companheiro de time. Messi é o quarto que mais chutou a gola na Copa do Mundo, com 22 tentativas. Benzema, Di María e Cristiano Ronaldo chutaram para gol mais vezes.

Na verdade, Messi lidera um ranking, o de dribles errados. O melhor jogador da Copa passou com sucesso em 33 oportunidades, o segundo do ranking, atrás de Robben, mas parou na marcação em outras 14 vezes. O segundo lugar na lista dos dribles mal sucedidos é do brasileiro Neymar, parado por 13 oportunidades, mas com dois jogos a menos do que o argentino.

Leia tudo sobre: MessiArgentinaAlemanha