Pimentel diz que "Minha Casa, Minha Vida" foi inspirado em ações reali

Pré-candidato do PT ao governo de Minas garante que o programa do governo foi inspirado em ações realizadas durante seu mandato como prefeito de Belo Horizonte

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli |

O candidato do PT, Fernando Pimentel esteve na cidade de Vespasiano, a cerca de 30 quilômetros de Belo Horizonte, onde foi recebido pelo prefeito, Carlos Murta (PMDB)
Ronny Rodrigues
O candidato do PT, Fernando Pimentel esteve na cidade de Vespasiano, a cerca de 30 quilômetros de Belo Horizonte, onde foi recebido pelo prefeito, Carlos Murta (PMDB)
O pré-candidato do PT ao governo de Minas, Fernando Pimentel, disse que o programa Minha Casa, Minha Vida, foi inspirada em ações realizadas durante seu mandato como prefeito de Belo Horizonte. A declaração foi dada durante visita na manhã de hoje à Vila São José, na região Noroeste da capital mineira.    "Aqui era uma vila, nós começamos a fazer o projeto no primeiro governo do Patrus (Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte) e conseguimos, depois de muita luta e esforço, recursos pra fazer o projeto completo. Aqui é uma parte do programa Vila Viva e eu não tenho nenhum constrangimento em dizer que o programa Minha Casa, Minha Vida nasceu aqui. Foi quando o presidente Lula veio a Belo Horizonte e viu o que nós estávamos fazendo aqui e no Cafezal (região Centro-sul), que ele se deu conta de ter um programa de grande monta, de grande impacto, para o Brasil inteiro. E aí a então ministra Dilma organizou o Minha Casa, Minha Vida", recordou.   Pimentel gravou parte de seu programa eleitoral (que só irá ao ar em agosto, quando começa a propaganda eleitoral) com o primeiro casal que recebeu um apartamento na região e criticou o governo do Estado que, para o petista, não auxilia os municípios na elaboração de projetos para a construção de moradias populares.   "Hoje é muito mais fácil que quando eu era prefeito. O governo federal tem linhas de crédito para todo tipo de programa que os municípios precisam. A dificuldade dos municípios é em fazer o projeto. Muitas vezes, o município não tem uma equipe de planejamento, um arquiteto, um engenheiro. Isso o governo do Estado pode e deve fazer. Ajudar os municípios a fazer os seus programas, os seus projetos e obter os recursos federais. O governo de Minas nesses últimos anos, nunca se dispôs a fazer isso. A contrário, onde podia atrapalhar, atrapalhava. É preciso coordenar os esforços dos municípios para obter acesso aos bons programas federais. Senão fica o prefeito tendo que ir a Brasília, às vezes nem tem condições de ir, mas vai, procurando deputados. Isso poderia ser feito facilmente se o governo do Estado capitaneasse e liderasse o esforço dos municípios", afirmou.    Campanha. Segunda-feira (14), o candidato petista ao governo vai participar de uma sessão de fotos com candidatos a deputado pela coligação "Minas Pra Você", formada por PT, PMDB, PCdoB, PRB e PROS.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave