Brasil indica desatenção como fator fundamental para derrotas seguidas

Para Maicon e Daniel Alves, equipe não esteve concentrada como deveria e castigo veio contra equipes qualificadas

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI E GUILHERME GUIMARÃES |

Rafael Ribeiro / CBF
undefined

BRASÍLIA (DF). Os erros cometidos pela seleção brasileira nesta Copa do Mundo foram inúmeros. No entanto, os jogadores da seleção brasileira acabaram resumindo as falhas com apenas uma palavra: desconcentração.

A falta de atenção nos momentos mais decisivos do torneio acabaram sendo primordiais para duas derrotas com placar inesperado.

“Não podemos ter a desanteção que tivemos. Isso aconteceu nos dois últimos jogos e pagamos caro”, comenta o lateral-direito Maicon.

Para ele, o gol sofrido logo no começo do jogo deixou tudo mais difícil. “Depois do primeiro gol, com poucos minutos de jogo, a coisa ficou complicada. O time deu uma balançada e acabamos pecando em outras situações”, indica.

Seu companheiro de posição Daniel Alves também cita a pouca concentração que o time teve. “Entramos sem o ânimo que era necessário e fomos castigados. Enfrentamos adversários qualificados, que aproveitaram esse nosso cochilo. Não conseguimos sobressair em campo e nossa competição ficou manchada com estas duas derrotas seguidas”, resume.