Felipão entrega o cargo de técnico da seleção e espera decisão da CBF

Luiz Felipe Scolari não sabe se será treinador do Brasil nos amistosos a serem disputados em 2014

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Felipão informou que já tinha combinado de entregar o cargo após o fim da Copa do Mundo
Jefferson Bernardes/VIPCOMM
Felipão informou que já tinha combinado de entregar o cargo após o fim da Copa do Mundo

Depois da vexatória despedida do Brasil na Copa do Mundo, o cargo de treinador da seleção canarinho está em aberto. De acordo com o técnico Luiz Felipe Scolari, a decisão está nas mãos do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marín, que receberá um relatório das mãos de Felipão após o fim da participação brasileira na Copa do Mundo no Brasil.

“Quem tem de decidir é o presidente. Como tínhamos combinado, após o fim da Copa nós entregaríamos o cargo da seleção. Era o combinado, independente do resultado. Ele (José Maria Marin) tem a capacidade de fazer a análise que achar que deve fazer. É um assunto que eu não vou discutir com vocês. Vou entregar o relatório e o cargo, como era o combinado”, disse Felipão na coletiva de imprensa após a derrota por 3 a 0 para a Holanda.

A pergunta em relação ao futuro do treinador voltou a acontecer durante a entrevista e o Felipão manteve o discurso, deixando claro que o cargo foi entregue assim que o apito final soou no estádio Mané Garrincha.

“Eu já disse, já respondi a pergunta que nós, quando começamos, tínhamos o prazo para entregar o cargo. Era no final da Copa, independente do resultado. É o que vamos fazer junto com o relatório final. A pessoa que cai e não levanta, essa é a derrotada”, reafirmou o treinador.

A seleção brasileira volta a jogar ainda neste ano. No dia 5 de setembro haverá um amistoso contra a Colômbia, em Miami, nos Estados Unidos. Além do confronto contra os Cafeteros, o Brasil ainda tem mais três duelos em 2014 de acordo com o site da Fifa: contra o Equador, dia 9 de setembro, em Nova Jersey, nos EUA; contra a Argentina, em 11 de outubro, em Pequim, na China; e contra a Turquia, em 12 de novembro, em Istambul, na Turquia.

Leia tudo sobre: brasilfelipaoCopa do Mundo