Felipão rechaça atraso tático do Brasil em relação aos europeus

Treinador lembrou que, há um ano, ele conquistava, com a seleção, o título da Copa das Confederações

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
undefined

Depois das duas goleadas sofridas pelo Brasil na Copa do Mundo de 2014, 7 a 1 para a Alemanha e 3 a 0 para a Holanda, muito se falou, principalmente após a derrota vexatória para os alemães, de que a seleção brasileira estaria sofrendo de um atraso tático de se esquema de jogo em relação aos treinadores europeus.

Após a derrota para os holandeses, o técnico do selecionado canarinho Luiz Felipe Scolari negou que a causa das duas derrotas tenha sido o atraso citado pela imprensa e nas redes sociais.

“Atraso, eu? Há um ano eu ganhei a Copa das Confederações. São competições em que as equipes são boas e em determinado momento uma equipe é melhor que a outra. No último um ano e meio, nós ganhamos a a Copa das Confederações e ficamos entre os 4 melhores do mundo”, questionou.

O treinador descartou ainda que a culpa sobre as derrotas estejam relacionadas ao comando técnico e disse que o Brasil tem sofrido com a revelação de grandes talentos.

“Não tem nada a ver com treinador, dirigentes. A nossa equipe tem alguma dificuldade a mais em relação a jogadores. Estamos revelando um pouco menos. Em termos de equipe, é muito nova. Quando se toma sete gols (contra a Alemanha) e toma logo um no começo (contra a Holanda)... complica. Mas a nossa equipe continua muito legal, muito boa”, declarou Felipão.

Leia tudo sobre: Copa do mundofelipaorechacaatrasotaticobrasileuropeus