Operação estoura laboratório de refino de cocaína em Juiz de Fora

Polícia Civil já investigava o bando e prendeu um funcionário do laboratório e apreendeu 12 kg de cocaína pura

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Foi estourado, durante a madrugada deste sábado (12), um laboratório de refino de cocaína localizado em uma chácara dentro de um condomínio às margens da BR-267, em Juiz de Fora, na Zona da Mata. No local foram apreendidos 12 quilos da droga pura e cerca de 14 quilos de misturas para a substância. 

Segundo as informações da Polícia Civil (PC), a operação que descobriu o local foi desencadeada nas primeiras horas da madrugada. A chácara, no condomínio Hípico Caracol, já era investigada há alguns meses pela corporação. Durante a madrugada, um veículo com placa de Muriaé, ocupado por duas pessoas, chegou ao local. 

Quando perceberam que seriam abordados, um dos suspeitos conseguiu fugir, sendo que um jovem de 20 anos, que não teve o nome divulgado pela corporação, foi preso em flagrante e seria um funcionário do local. Já o dono do laboratório, de 35 anos, está foragido e é procurado pela PC. 

No interior da chácara, os policiais encontraram, além da droga, balanças de precisão, prensa (para comprimir a droga), éter (usado nas misturas) e vários outros apetrechos usados na produção de cocaína. Uma chapa com o símbolo do Super-Homem também foi apreendida. Ela seria usada para marcar a droga com o símbolo da quadrilha. 

O rapaz detido será ouvido e deve ser encaminhado ao Centro de Remanejamento de Presos do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora. Ele não tinha passagens pela polícia.

Leia tudo sobre: COCAÍNALABORATÓRIODROGASREFINOJUIZ DE FORACONDOMÍNIOHÍPICO CARACOL