Salsicha e alfajor: ícones alemão e argentino

iG Minas Gerais | Tânia Ramos |

Espécie de caranguejo gigante, as centollas são uma iguaria argentina
Municipalidad de Ushuaia/divulgação
Espécie de caranguejo gigante, as centollas são uma iguaria argentina

A culinária da Alemanha, segundo país mais estrelado no mundo depois da França, possui uma variedade de pratos, distintos em cada região. A carne de porco é a mais popular, servida muitas vezes em forma de salsicha – são mais de 1.500 tipos de wurst (salsicha) fabricados no país, acompanhadas por molhos que vão de doces a temperados com raiz forte.

Também não deixe de provar sauerbraten, uma carne assada; bratkartoffeln, tradicional cozido de batatas; eintopf, guisado à base de batatas ou legumes e carne, geralmente porco; spatzle, um popular macarrão; kartoffelpuffer, panqueca à base de batata; eisbein (joelho de porco), assim como schlachtplatte, carne da barriga do porco e schnitzel, fina costeleta.

De sobremesa, apfelstrudel (strudel de maçã) e schwarzwalder kirschtorte, a famosa torta floresta negra.

Na gastronomia argentina, começe pelas carnes, que, ao lado das uruguaias, são consideradas as melhores do mundo. Não deixe de saborar o churrasco local e as empanadas (salgadas ou doces), assim como o cordero al asador, uma iguaria muito apreciada na Patagônia, onde também se degusta as famosas centollas, um caranguejo gigante.

Mas é nas sobremesas que encontramos uma espécie de símbolo nacional: o alfajor, tradicional doce de duas ou três camadas de massa macia com recheio de doce de leite e cobertura de chocolate. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave