Esplendor da Idade Média

Kotor guarda monumentos históricos e uma grande muralha que pode ser escalada

iG Minas Gerais | Paulo Campos |

Vista de Kotor, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco
Stockxpert/divulgação
Vista de Kotor, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco

Montenegro é uma viagem ao esplendor da época medieval. Kotor é o melhores exemplar, cidadela preservada que, por séculos, foi centro marítimo e cultural, local de passagem de rotas comerciais com uma forte influência da Serenissima Repubblica di Venezia.

Kotor é uma típica urbanização da Idade Média, construída dos séculos XII a XIV, com numerosos monumentos de herança cultural, hoje tombados pela Unesco. Está cercada de uma paisagem fascinante, de natureza intacta, e conta com um povo alegre, pra lá de acolhedor.

A cidadela intramuros, cercada pelas águas do rio Skuda a oeste, exibe um intrigante labirinto de estreitas ruelas e quarteirões entre as edificações históricas, numa harmoniosa diversidade de estilos: barroco, renascentista, bizantino, veneziano. A entrada é a Porta do Mar (1555), de estilo veneziano.

Kotor guarda monumentos históricos curiosos como a Torre do Relógio (1602), a catedral de St. Triphon (1809), as muralhas originais (1166) e o Dragon Palace (século XV), que podem ser visitados ao preço de 3 ou 4 euros apenas. Há, ainda, um funicular que leva ao topo da montanha ao preço de 12 euros.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave