Igreja Maradoniana vai elevar Messi a 'Jesus Cristo' em caso de título

" Ele escreverá o novo testamento da nossa religião Maradoniana", diz fundador de instituição que tem base em Rosario

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Camisa 10 argentino marcou dois gols na vitória sobre a Nigéria, em Porto Alegre, por 3 a 2
Reprodução Facebook
Camisa 10 argentino marcou dois gols na vitória sobre a Nigéria, em Porto Alegre, por 3 a 2

 "D10S". Este é Diego Maradona. "Jesus Cristo". Assim será Lionel Messi caso a Argentina seja campeã do mundo, neste domingo (13), no Maracanã.

A definição quase bíblica é de um dos fundadores da Igreja Maradoniana, o jornalista Hernan Amez. "Se Messi ganha a Copa do Mundo, estará sentado à direita de D10S Diego, no olímpo Maradoniano e será o Messias. Ele escreverá o novo testamento da nossa religião Maradoniana", diz Amez, por e-mail, à reportagem.

Acompanhando a seleção argentina no Brasil, ele explica que não há um templo, igreja ou casa dedicada a culto de Maradona em Rosário, cidade de Messi e onde a "religião" foi fundada. Quem faz a Igreja Maradoniana é o povo, os seguidores, diz.

Fundada em 1998, a "igreja" comemora a "Páscoa" em 22 de junho, dia em que a Argentina venceu a Inglaterra, na Copa de 1986, com dois gols de Maradona (um com a mão e outro driblando quase todos os ingleses), conquistando o bicampeonato mundial. O "Natal" em 30 de outubro, aniversário de Maradona. Agora, o novo "dia santo" para os argentinos pode ser este 13 de julho.