Sete jogadores e técnico da Argentina já ganharam títulos no Brasil

Entre Libertadores, Recopa e até Campeonato Brasileiro, meio time portenho sabe o gosto de festejar um título em terras tupiniquins

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Jogador argentino preferiu não comentar polêmica frase e disse que era assunto do grupo
Reprodução Facebook
Jogador argentino preferiu não comentar polêmica frase e disse que era assunto do grupo

Os argentinos não veem a hora de vencer a Copa do Mundo no Brasil, neste domingo (13), no Maracanã, diante da Alemanha. Para oito integrantes da sua seleção, não será algo inédito comemorar um título no país vizinho. O treinador Alejandro Sabella e sete atletas conseguiram isso em competições interclubes. Foram seis conquistas da Taça Libertadores da América, da Recopa Sul-Americana, do Campeonato Brasileiro e do Gaúcho. Sabella foi meia do Grêmio que ganhou o Estadual do Rio Grande do Sul em 1985 e 1986. Como técnico do Estudiantes, bateu o Cruzeiro na final da Libertadores de 2009 no Mineirão. Daquele time, convocou para este Mundial o lateral esquerdo Rojo, o meio-campista Enzo Pérez, o zagueiro Federico Fernández e o goleiro Andújar. Os dois primeiros têm sido titulares da Argentina, enquanto o defensor perdeu a posição durante o torneio. Sabella também foi auxiliar técnico de Daniel Passarella no Corinthians, mas a dupla não obteve êxito. No fim daquele ano, porém, o volante Mascherano festejou o título do conturbado Brasileiro. No ano seguinte, ele deixou o clube paulista, rumo ao West Ham, da Inglaterra. Hoje, ele é um dos líderes e pilares da seleção finalista da Copa. Zagueiro no Barcelona, ele recua do meio de campo para proteger a defesa da equipe de Sabella e qualificar a saída de bola. O atacante Palacio, que tem participado de jogos do Mundial no segundo tempo, e o volante Gago, que perdeu a posição para Biglia, se sagraram campeões da Recopa Sul-Americana de 2006 pelo Boca Juniors sobre o São Paulo no Morumbi. Na temporada posterior, Palacio deu outra volta olímpica no Brasil. Faturou a Libertadores diante do Grêmio em Porto Alegre. Gago já havia se transferido ao Real Madrid.

Leia tudo sobre: Copa do Mundomascheranoargentinaseleçãofuteboltitulobrasil